MENU

Procurador-geral do STJD avisa sobre possível corpo mole: "Estou de olho"

Procurador-geral do STJD avisa sobre possível corpo mole: "Estou de olho"

Atualizado: Terça-feira, 1 Dezembro de 2009 as 12

A procuradoria do STJD estará atenta aos acontecimentos da semana no Estádio Olímpico e de domingo no Maracanã. O procurador-geral do STJD, Paulo Schmitt, quer evitar a polêmica, mas adiantou que qualquer acontecimento fora da normalidade na rodada final do Brasileirão poderá ser analisado. Caso ache necessário, ele oferecerá denúncia ao Tribunal.

O meia Souza, do Grêmio, também está sob observação após a declaração ao fim do jogo contra o Barueri, em que deixou a entender que poderia entregar o jogo no Rio.

''Não quero falar sobre a questão do Grêmio agora. Qualquer coisa que eu diga vai virar polêmica. Mas estou de olho. Souza disse que entregaria o jogo, né? Ele é ?grandinho? para saber que isso pode gerar consequências. Vamos esperar pelo domingo'', disse Paulo Schmitt.

O procurador-geral do STJD, porém, revelou que o goleiro Felipe, do Corinthians, está sob suspeita:

''Posso adiantar que a atuação do Felipe contra o Flamengo está sendo avaliada''.

O procurador se refere à atitude do goleiro do Corinthians na derrota de 2 a 0 para o time carioca. Felipe ameaçou saltar na bola na cobrança do pênalti que originou o segundo gol do Flamengo, mas ficou parado e ainda recolheu o braço quando o chute de Léo Moura passou por ele. Os paulistas estão em observação por suposto corpo mole.

Ontem, ao retornar de Recife a Porto Alegre, o vice de futebol do Inter, Fernando Carvalho, advertiu o Grêmio sobre possíveis penalizações na Justiça Desportiva, caso facilite para o Flamengo.

''Não cheguei a ver a legislação, mas estou chamando a atenção, porque é possível que haja punições. É um jogo que terá influência direta no resultado do campeonato, isso tem que ser questionado e indagado'', afirmou Carvalho.

Advogado duvida que haja punição ao Grêmio

Advogado especialista em legislação esportiva, o catarinense Marcílio Krieger, de 71 anos, duvida que o Grêmio seja punido, ainda que escale reservas e até mesmo juniores no Maracanã. Para ocorrer uma punição, um terceiro interessado na partida (no caso, Inter, Palmeiras, ou São Paulo) teria que denunciar, com provas irrefutáveis, a possível armação gremista para beneficiar o Flamengo, o que dificilmente seria comprovado. Por exemplo: se um titular for tirado do jogo sob alegação de que estava com lesão muscular, o denunciante precisaria apresentar um exame dele para revelar a farsa.

Uma denúncia infundada, sem indícios claros, poderia reverter em punição ao denunciante. Em caso de prova contundente, porém, o clube poderia ser eliminado da competição por infringir o artigo 275 do CBJD (?proceder de forma atentatória à dignidade do desporto, com o fim de alterar resultado da competição?).

''O Grêmio tem o direito de dar férias antecipadas a seus titulares ou preservá-los. Isso não é crime, é um direito da instituição, afinal, o Grêmio já está fora do campeonato há muito tempo'', ponderou.

veja também