MENU

Qatar encerra apresentação com apelo à Fifa: chance ao Oriente Médio

Qatar encerra apresentação com apelo à Fifa: chance ao Oriente Médio

Atualizado: Quarta-feira, 1 Dezembro de 2010 as 2:32

O Qatar encerrou a apresentação da sua candidatura para a Copa do Mundo de 2022, na sede da Fifa, em Zurique, na Suíça, pedindo aos membros do Comitê Executivo da entidade uma oportunidade para levar o Mundial pela primeira vez para o Oriente Médio. Presente no evento, o francês Zinedine Zidane fez campanha pelo país árabe.

Um dos principais trunfos do Qatar na disputa com Austrália, Coreia do Sul, Estados Unidos e Japão é o fato de os estádios serem próximos uns dos outros. Seria a Copa mais compacta da história.

- Os torcedores poderão ver até duas partidas por dia. Dá tempo para assistir aos jogos, conhecer o Qatar e até viajar pelo Oriente Médio - disse o presidente do comitê organizador.   O Qatar tentou mostrar à Fifa que o forte calor que castiga o país em junho e julho não vai afetar os participantes do torneio. Para vencer a disputa, o comitê organizador tem insistido que os estádios e os locais de treinamento serão todos climatizados. Outra novidade seriam os estádios construídos em módulos.

- Nada de elefantes brancos. Os módulos poderão ser aproveitados até por outros países depois do Mundial - acrescentou o presidente do comitê organizador da campanha do Qatar.

- Nós gostaríamos de motivar os jovens, mostrar normas, valores, a importância de se trabalhar em equipe e que a perseverança leva ao êxito. Nossos jovens merecem aprender essas lições. Gostaríamos de conseguir um reconhecimento de que nós também fazemos parte do mundo do futebol - concluiu Moza bint Nasser Al-Missned, presidente da Fundação do Qatar para Educação, Ciência e Desenvolvimento.    

veja também