MENU

Quarteto olímpico da Seleção desperta os olhares do mundo do futebol

Quarteto olímpico da Seleção desperta os olhares do mundo do futebol

Atualizado: Quarta-feira, 29 Junho de 2011 as 1:25

O Brasil já conquistou a Copa do Mundo por cinco vezes, a Copa América em oito oportunidades, entre outros títulos, mas até hoje não conseguiu colocar o ouro olímpico no peito. A pouco mais de um ano para o início dos Jogos de Londres, quatro jogadores com idade para as Olimpíadas, e que se encontram na Copa América, chamam atenção do comandante da Seleção Brasileira, Mano Menezes: Alexandre Pato, Neymar, Lucas e Paulo Henrique Ganso. A qualidade técnica do quarteto com a bola nos pés e o alto valor das multas rescisórias despertam os olhares do mundo do futebol.

O tema foi abordado no "Redação SporTV", desta quarta-feira, pelos jornalistas Paulo Júlio Clement, do jornal "Marca Brasil", e Igor Camargo, da agência "EFE".

- Esses jogadores já vingaram. Principalmente, o Neymar, no Santos, com todas essas conquistas pelo clube, recentemente, a Libertadores. O Lucas, do São Paulo, já demonstrou todo seu potencial na Seleção Sub-20, e despertou o interesse dos clubes do exterior - disse Igor.

Para o jornalista, o meia de 18 anos, que tem uma multa rescisória de R$ 181 milhões para deixar o Tricolor Paulista, tem tudo para brilhar no Futebol em futuro breve.

- O Lucas se encontra um pouco em segundo plano em relação ao Neymar, que é mais conhecido, mas ele tem tudo para acertar lá fora. Já vingou aqui no cenário nacional. E agora terá uma boa oportunidade para mostrar isso na Seleção - explicou.

Não é só o Lucas que tem uma multa astronômica. O valor da rescisão de Alexandre Pato, atacante do Milan, custa R$ 113 milhões. Já Neymar, um pouco menos, R$ 102 milhões. Paulo Júlio Clement comentou sobre a valorização do jogadores jovens da Seleção Brasileira em relação ao mercado europeu.

- Levando em consideração sobre o valor que o Real Madrid pagou, pouco mais de € 90 milhões por Cristiano Ronaldo, o de Neymar sai quase pela metade do preço. Não estou comparando os jogadores. Mas pelo potencial do Neymar, pode ser um bom negócio - explicou.          

veja também