MENU

Quase metade dos gols do Furacão em 2011 teve origem na bola parada

Quase metade dos gols do Furacão em 2011 teve origem na bola parada

Atualizado: Segunda-feira, 28 Março de 2011 as 4:55

A bola parada foi, nos primeiros três meses de 2011, a principal arma do Furacão. Foi assim que a equipe fez quase metade dos gols no Estadual e na Copa do Brasil. Dos 43 marcados pelo Atlético, 21 tiveram origem em uma cobrança de falta, escanteio ou pênalti.

Na vitória sobre o Cascavel por 2 a 0, o atacante Lucas abriu o marcador após falta cobrada pelo meia Paulo Baier. E o camisa 10 é fundamental nesse quesito. Ele marcou dez gols na temporada - nove foram de bola parada, sendo sete de pênalti e dois de falta.

O atacante Nieto também é perigoso quando o Rubro-Negro tem um lance de bola parada. O argentino fez seis gols dessa forma. Contra o Paulista, pela Copa do Brasil, Nieto marcou duas vezes após cobrança de escanteio de Paulo Baier.

- Uma das poucas coisas que estamos trabalhando é o que está nos dando os gols, que é a bola parada. É o que você faz sempre depois de uma movimentação. Você fica ali uma meia hora fazendo. Única coisa que está saindo razoavelmente bem e tem nos dado alguns gols - explicou o técnico Geninho, após a partida de domingo.

O Furacão terá a semana livre para treinar, já que volta a campo apenas no domingo. Às 16h, a equipe visita o Paraná Clube, na Vila Capanema, pela sétima rodada do Campeonato Paranaense.

Autores de gols com origem na bola parada

9 - Paulo Baier

6- Nieto

2 - Lucas

2 - Paulinho

1 - Gabriel

1 - Vitor      

veja também