MENU

Que venha o Mundial: despedida do Inter é com vitória sobre o Prudente

Que venha o Mundial: despedida do Inter é com vitória sobre o Prudente

Atualizado: Sexta-feira, 3 Dezembro de 2010 as 8:17

Que venha o Mundial e o sonho de ser novamente o dono do planeta para o Inter. Que venha a Série B e a esperança de voltar a ser um time de Primeira Divisão para o Grêmio Prudente. Na noite desta quinta-feira, as duas equipes se despediram do Campeonato Brasileiro. Em ritmo de treinamento, o Colorado fez 3 a 0 nos paulistas, os lanternas da disputa. Celso Roth escalou o time titular, com a exceção do zagueiro Índio, poupado por sentir desgaste muscular.

Alecsandro e Tinga, ainda no primeiro tempo, e Giuliano, no período final, fizeram os gols do Inter, que agora passa a comer, beber e respirar Mundial. A viagem para Abu Dhabi é na quarta-feira da próxima semana. Com o resultado, o time gaúcho fechou sua caminhada no Brasileirão com 58 pontos, momentaneamente na sexta colocação - ainda pode ser ultrapassado por Atlético-PR e Santos.

O Prudente ficou estacionado nos 28 pontos, afundado na última colocação, mais de dez pontos afastado da área da salvação. Em todo o Campeonato Brasileiro, teve somente sete vitórias.

Inter joga fácil: 2 a 0 no primeiro tempo

O Inter trocou passes, tabelou, teve passagens pelos lados, distribuiu cruzamentos, fez o que bem entendeu no primeiro tempo do jogo contra o Grêmio Prudente. Abrir 2 a 0 no primeiro tempo foi um caminho inevitável. Os colorados foram muito superiores ao adversário, praticamente inofensivo em campo.

As maiores preocupações que o Inter teve nos 45 minutos iniciais foram uma pancada sofrida por Rafael Sobis e uma torção de Nei. Afinal, tem viagem para Abu Dhabi já na semana que vem. Mas foram apenas sustos, e os atletas seguiram em campo normalmente para ajudar o Inter a transformar o jogo em treino.

O Prudente praticamente não ameaçou. E o Inter, quando resolveu fazer, conseguiu. Alecsandro, com 17 minutos, fez o primeiro. Kleber teve bom tabelamento com D’Alessandro pela esquerda e chegou à linha de fundo. O cruzamento saiu na cabeça do centroavante, desmarcado como se estivesse em uma ilha deserta. O cabeceio foi fatal.

O gol fez o Inter ganhar ainda mais tranquilidade em um jogo naturalmente calmo. O gol de Tinga não demorou a aparecer. Foi em novo cruzamento para a área, desta vez de Nei, que voltou a encontrar a cabeça de Alecsandro. O camisa 9 preferiu servir o colega. Tinga entrou sozinho e, de peito, só empurrou para o gol defendido por Sidney.

Não havia muito para o Prudente fazer. Evitar a goleada passou a ser a meta do time paulista. Sidney contribuiu ao defender chute forte de Kleber, no último lance de perigo da etapa inicial.

Renan trabalha, Giuliano marca

O Prudente resolveu evitar que Renan, goleiro do Inter, bocejasse em campo. Depois de intervalo, o time paulista voltou mais assanhado. O primeiro lance de perigo foi logo com um minuto. Ronaldo Alves perdeu a bola, Rhayner avançou com ela e mandou o chute. Renan espalmou no chão, com a pontinha dos dedos.

O jogo cambaleava, com mais erros do que acertos, quando o Prudente tentou pela segunda vez. Sasha mandou a pancada de longe, e Renan voou bonito para espalmar. A reação colorada foi com passe de Kleber, domínio de D’Alessandro no peito e giro bonito para o gol. A bola saiu por pouco.

O Prudente, sem nada a perder, voltaria a ameaçar com Rafael Martins, em chute novamente defendido por Renan. O Inter mudou. Teve Oscar, Giuliano e Andrezinho em campo. E ampliou com uma pintura de Giuliano.

Foi aos 37 minutos. Após cruzamento para a área, a zaga prudentina cortou. A bola foi na direção do meia, que emendou um chute de primeira, sem deixar a bola cair, direto para a rede. Golaço. Aí foi só esperar o jogo terminar.

veja também