MENU

Ranieri acredita na volta de Adriano, e agente nega rescisão com o Roma

Ranieri acredita na volta de Adriano, e agente nega rescisão com o Roma

Atualizado: Sexta-feira, 11 Fevereiro de 2011 as 5

O técnico do Roma, Claudio Ranieri, resolveu deixar as ironias de lado e disse acreditar no retorno de Adriano ao time da capital. Em entrevista coletiva, o treinador não polemizou sobre o episódio envolvendo a apreensão da carteira de motorista do Imperador na madrugada da última quarta-feira e, erroneameante, afirmou que o atacante não estava ao volante.

- Estou convicto que ele poderá vir e dar uma ajuda. Sou um sonhador e espero que ele volte logo e faça gols decisivos para nós. Adriano não estava dirigindo. Porque ele teve o documento apreendido ? Não vou mais falar sobre isso – salientou Ranieri que, antes da viagem de Adriano para o Brasil, afirmou que o atacante seria visto em carros alegóricos por conta do Carnaval .

Ao ser parado em uma blitz da Lei Seca na Avenida Ayrton Senna, na Barra da Tijuca (Zona Oeste do Rio), Adriano não aceitou fazer o teste e acabou tendo a carteira de habilitação apreendida, além de ter que pagar multa de R$ 957,70. Segundo o Major da PM Marco Andrade, coordenador da operação, o ex-rubro-negro admitiu que havia ingerido bebidas alcoólicas antes de dirigir .

Contactado pelo GLOBOESPORTE.COM, o empresário de Adriano, Gilmar Rinaldi, garantiu que as notícias na Itália dando conta de uma possível rescisão de contrato do jogador devido aos últimos incidentes não passam de especulação .

- Adriano está autorizado a ficar no Brasil. Semana que vem estarei no Rio e conversarei pessoalmente com ele para saber até quando ele permanece por aqui. A imprensa lá (Itália) está sendo sensacionalista e querem colocar fogo até porque apostam nisso (fracasso de Adriano no Roma) – afirmou o ex-goleiro do Flamengo, São Paulo e Seleção Brasileira.

Adriano passou por uma cirurgia no ombro direito no último dia 24 de janeiro após o clássico com o Lazio no qual se machucou. Antes de viajar ao Brasil, o Imperador afirmou que precisaria de um mês e meio de recuperação. O pedido de liberação do atacante foi encarado com ironias pela mídia da Velha Bota que deu a entender que o camisa 8 queria ficar no Rio para aproveitar o carnaval (primeiro final de semana de março).      

veja também