MENU

Raposa bate Barça por 1 a 0. No fim, catalães reclamam gol não validado

Raposa bate Barça por 1 a 0. No fim, catalães reclamam gol não validado

Atualizado: Terça-feira, 14 Dezembro de 2010 as 8:48

O Cruzeiro estreou com o pé direito na Future Champions e venceu nada menos do que a equipe do Barcelona, da Espanha, por 1 a 0. O gol da Raposinha foi marcado pelo atacante Léo, jovem promessa da equipe mineira, no segundo tempo da partida.

No jogo mais esperado pelos torcedores que compareceram em bom número ao estádio do Baleião, em Belo Horizonte, Cruzeiro e Barcelona fizeram um jogo muito disputado, provando a semelhança de duas escolas do futebol de toque de bola.

A torcida celeste, em maior número, tentava empurrar a Raposa para a vitória, enquanto os poucos torcedores do rival Atlético-MG vibravam com os erros e com as boas jogadas da equipe espanhola.

Mas bastou o atacante cruzeirense Léo, receber entre a zaga e tocar na saída do goleiro Lopez, para os cruzeirenses fazerem a festa nas arquibancadas. O gol aos 9 minutos da segunda etapa premiou a equipe celeste, que pressionou durante todos os 30 minutos finais da partida. Depois, a equipe do técnico Hamilton Mendes só administrou o jogo e segurou as poucas investidas dos espanhóis.

A nota triste do jogo ficou por conta da contusão do jogador camaronês Bagnack, que num lance com o meia Paulista, no finzinho do jogo, sofreu uma grave lesão na perna direita. O jogador foi atendido no gramado por mais cerca de 15 minutos e a hipótese de fratura não foi descartada. Assim que deixou o campo, o atleta do Barcelona foi levado para o Hospital João XXIII, na região central da capital.

Depois do atendimento de Bagnack, o time catalão partiu com tudo para o ataque, e num cruzamento da esquerda, a bola bateu na canela do defensor cruzeirense e foi rumo ao gol. O arqueiro do Cruzeiro se esticou todo, tirou a bola de dentro do gol, o que gerou muita reclamação. Pelo replay da TV, ficou claro que a bola tinha ultrapasso a linha fatal. Muita reclamação, mas o placar ficou mesmo no 1 a 0 para os mineiros.

Por: Fernando Martins Y Miguel

veja também