MENU

Árbitro se machuca e rouba a cena na derrota da Ponte para o Bragantino

Árbitro se machuca e rouba a cena na derrota da Ponte para o Bragantino

Atualizado: Quarta-feira, 20 Outubro de 2010 as 7:13

Em jogo sem grande qualidade técnica e marcado por uma cena inusitada envolvendo o juiz, a Ponte Preta perdeu em casa para o Bragantino nesta terça-feira (1 a 0) e complicou de vez suas pretensões de voltar à elite do futebol brasileiro. Luciano Sorriso fez o gol do jogo, disputado no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.

Se dificultou a vida da Macaca, o resultado deixou os visitantes em situação tranquila com relação à possibilidade de rebaixamento. O time de Bragança chegou a 40 pontos e vai estar no mínimo oito pontos acima da zona perigosa ao fim da rodada. A Ponte estacionou nos 45 pontos e, na melhor das hipóteses, termina a rodada a sete pontos do G-4. Restam oito jogos para o fim da Série B do Brasileirão.

Confira a classificação atualizada da Série B

O jogo em si foi disputado, porém sem muito brilho. Um dos lances que mais chamaram a atenção, por conta da curiosidade, foi a lesão do árbitro Cléber Abade. No início do segundo tempo, correndo sozinho, Cléber caiu no chão com fortes dores na panturrilha esquerda. O juiz deixou o campo no carrinho-maca e não teve condições de continuar. O quarto árbitro, José Henrique de Carvalho, assumiu o comando do jogo até o fim.

Bola desviada garante triunfo do Braga

Logo aos 7 minutos de bola rolando, o Bragantino abriu o marcador em lance de sorte. Após cobrança de falta rolada para o lado, Luciano Sorriso soltou a bomba de fora da área. A bola desviou em Éverton Silva e matou o goleiro Eduardo Martini: 1 a 0 Braga.

A Macaca não se abateu e por pouco não deixou tudo igual logo na sequência. William teve a chance mas bateu fraco, e Marcos Aurélio salvou em cima da linha.

Por conta de lesões em Éder Silva e Luciano Sorriso, o Bragantino se viu obrigado a trocar seus dois volantes ainda na primeira etapa. Adriano e Marcelinho entraram na partida, que passou a ficar equilibrada, porém com mais posse de bola para a Macaca.

Já no finzinho do primeiro tempo, a Ponte teve chance para empatar. William recebeu passe de Éverton Silva e, de calcanhar, deixou Kieza cara a cara com o goleiro Gilvan. O atacante do time campineiro, entretanto, bateu para fora.

 No segundo tempo, a Ponte tentou mudar o panorama e voltou do vestiário com duas alterações: Daniel Lovinho e Falcão entraram nos lugares de Moacir e Kieza. O time, entretanto, pouco melhorou. Apesar de ter mais a bola, a Macaca não conseguiu criar grandes chances.

William ainda chegou a balançar a rede pela equipe campineira, mas a arbitragem anulou o lance, assinalando impedimento. No fim, muitas vaias da torcida que esteve no estádio Moisés Lucarelli.

  Por GLOBOESPORTE.COM Campinas

veja também