MENU

Árbitros paulistas da Fifa erram e tumultuam planos dos líderes do Brasileiro

Árbitros paulistas da Fifa erram e tumultuam planos dos líderes do Brasileiro

Atualizado: Segunda-feira, 18 Outubro de 2010 as 2:27

A 30ª rodada do Campeonato Brasileiro não foi nada boa para Cruzeiro e Corinthians. Uma derrota e um empate contra Grêmio e Guarani, respectivamente, foram o estopim para uma série de reclamações contra a arbitragem. Experientes e sob a chancela da Fifa, os paulistas Paulo César Oliveira e Sálvio Spínola Fagundes Filho estão na mira de jogadores e técnicos de dois dos três times com maior chance de conquistar o título do torneio nacional.

Ainda líder do Brasileiro, apesar do revés por 2 a 1 para o Grêmio fora de casa, o Cruzeiro criticou de forma dura a arbitragem comandada por Paulo César Oliveira. No começo do segundo tempo, o juiz anulou gol de Wellington Paulista. O lance colocaria o time mineiro em vantagem de 2 a 1.

Outra reclamação dos cruzeirenses ficou por conta do primeiro gol gremista, marcado aos 49min do primeiro tempo. Na briga pelo título, a equipe mineira duela diretamente com o paulista Corinthians e o carioca Fluminense. O atacante Wellington Paulista questiona a escala organizada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

"Isso é brincadeira. Não pode juiz de São Paulo e Rio de Janeiro apitar nosso jogo em momento de decisão como esse. Se a gente faz 2 a 1 no começo do segundo tempo, conseguimos o 3 a 1 com contra-ataques. Agora colocar juiz de São Paulo ou Rio de Janeiro para apitar prejudica. Se o Grêmio tivesse feito por merecer para ganhar, a gente ficaria quieto, mas não fez", disse o camisa 9.

Questionado sobre a arbitragem após o jogo, o técnico Cuca não se conteve. "Mete a mão e é bravo. Gol que não está impedido, é 2 a 1. Em jogo de times iguais, você vai ganhar se eles não fazem o que fazem. É brincadeira, no primeiro tempo, tomar gol aos 49 porque ele dá quatro minutos. E o gol que você faz para ganhar o jogo, eles dão impedimento que não tem. Não quero falar besteira, mas...".

A mesma indignação pôde ser vista em Campinas, após o empate sem gols entre Guarani e Corinthians. Ronaldo voltou ao time alvinegro, deu maior poder de fogo ao ataque, mas teve dois gols anulados no primeiro tempo. O bandeirinha Ednilson Corona apontou irregularidade nos lances.

Ronaldo lamentou uma chance de cabeça desperdiçada na segunda etapa, mas deixou clara a sua insatisfação com o trio de arbitragem. "Podia ter sido melhor se eu fosse melhor tecnicamente de cabeça, esse foi um gol perdido", comentou o atacante. "Os outros foram gols feitos que não validaram. A arbitragem foi péssima, ele [Sálvio Spínola] estava perdido", emendou o camisa 9.

O atacante contou com o apoio de Roberto Carlos e William nas reclamações. "Os dois gols que fizemos e anularam atrapalharam um pouco", disse o lateral-esquerdo. "Poderia ter sido melhor pelo que fizemos e pelos erros da arbitragem", complementou o capitão.

O Cruzeiro é o primeiro colocado do Brasileiro, com 54 pontos. Com um a menos, o Fluminense está na segunda colocação, pois não conseguiu aproveitar o tropeço do líder após empate em 0 a 0 com o Botafogo. Sem vencer há sete jogos, o Corinthians fecha o G-3 com 50 pontos.

veja também