MENU

Recuperado, Rivaldo avisa: 'Nunca fui rápido, mas coloco a bola onde quero'

Recuperado, Rivaldo avisa: 'Nunca fui rápido, mas coloco a bola onde quero'

Atualizado: Quarta-feira, 23 Março de 2011 as 10:04

Recuperado de uma lesão muscular que o deixou 20 dias longe dos gramados, Rivaldo está pronto para entrar na briga por uma concorrida vaga na equipe do São Paulo. Do meio para a frente, sobram opções para o técnico Paulo César Carpegiani que, em diversas ocasiões, deixou claro que jogará quem estiver melhor, independente de nome ou idade. Além disso, observando o estilo de jogo da equipe do Morumbi, que sempre joga com muita velocidade, surge uma pergunta: como encaixar no time um jogador que está prestes a completar 39 anos e que certamente mudaria o jeito do time atuar?

O próprio Rivaldo faz questão de responder. Ele diz que pode compensar a falta de rapidez com inteligência e facilidade para dar passes e lançamentos longos.

- Nunca fui um jogador rápido, mas tem o momento do jogo em que é preciso dar uma pensada e tocar a bola. Sei procurar minha posição em campo e coloco a bola onde eu quero. Posso colocar um jogador rápido na cara do gol a qualquer momento e isso pode decidir uma partida – afirmou.     Rivaldo começará no banco de reservas nesta quarta-feira, contra o Paulista, em Jundiaí. Antes do treino de terça, ele teve uma conversa com o treinador, que fez questão de mostrar que o camisa 10 está nos seus planos. Ele acha natural ficar como opção agora.

- Jogador que fica no banco de reservas e parece feliz está mentindo, todo mundo gosta de estar em campo para mostrar seu futebol. Mas é até normal na minha situação, porque vinha de 20 dias parado. Vou trabalhar para poder jogar, pois todos têm condições de ser titulares e cada um vai buscar seu espaço. O treinador teve uma conversa comigo antes do treino e está tudo certo – ressaltou.

Contratado como solução para um meio-campo que pecava pela falta de criatividade, Rivaldo ainda não conseguiu emplacar uma sequência no Tricolor. Teve duas lesões musculares seguidas e disputou apenas quatro partidas na temporada.

- Só tive azar de me machucar, mas vou trabalhar para aparecer a oportunidade. Nunca fui de ficar machucado, treino duro todo dia de manhã e à tarde, faço o mesmo que qualquer outro jogador – lembrou.    

veja também