MENU

Renan Ribeiro se prepara para encarar M. Assunção e para os pênaltis

Renan Ribeiro se prepara para encarar M. Assunção e para os pênaltis

Atualizado: Terça-feira, 9 Novembro de 2010 as 10:35

O Atlético-MG volta suas atenções, mesmo que de forma parcial, para a Copa Sul-Americana, já que enfrentará o Palmeiras, nesta quarta-feira, às 21h50m (de Brasília). O foco só não é maior porque o técnico Dorival Júnior não esconde de ninguém que prioriza o Campeonato Brasileiro em detrimento do torneio internacional. Assim, mandará a campo uma equipe recheada de jogadores reservas. A exceção será o goleiro Renan Ribeiro, titular em ambas as competições. Sobre o novo duelo com Marcos Assunção, exímio cobrador de faltas do Palmeiras, Renan explicou que pretende se preparar para encarar também os outros jogadores do time paulista em uma eventual disputa de pênaltis.

- Ainda não estudei, procuro fazer isso um dia antes dos confrontos. Nesta terça-feira, vou ver vídeos. Essa iniciativa parte de mim mesmo, procuro estudar os batedores, quem eu vou enfrentar, para quando chegar a hora do jogo, eu não ser pego de surpresa.

Mesmo ao lado de atletas considerados suplentes, o arqueiro acredita na obtenção da vaga.

- Estamos confiantes da mesma forma em que nos outros jogos. Dentro de campo, vamos honrar a camisa do Atlético-MG para sair com a vitória. Infelizmente nem sempre conseguimos o resultado favorável.

Brasileirão

A próxima rodada do Campeonato Brasileiro também reserva um confronto especial para o titular do gol atleticano. Além de enfrentar um rival histórico na luta contra o rebaixamento, no caso o Flamengo, o goleiro do Galo terá pela frente Vanderlei Luxemburgo, ex-treinador da equipe, que não lhe deu nenhuma chance, apesar da crise no gol alvinegro. Renan prefere não entrar em polêmica e somente pensa nos três pontos diante do rubro-negro.

- A gente tem que enfrentar o Flamengo, e não o técnico Vanderlei Luxemburgo. É uma partida importante para nós, é um verdadeiro jogo de seis pontos para nos distanciarmos da zona de rebaixamento.

Sobre a escassez de vitórias nas últimas três rodadas, o goleiro lembrou que a sorte tem ajudado o Galo, já que os rivais na luta contra a degola têm tropeçado.

- Graças a Deus. A gente não conseguiu os três pontos diante do Santos, mas os outros times também tropeçaram, e ninguém se distanciou de ninguém. Temos consciência de que temos que fazer o nosso papel para não ficar dependendo dos outros.

Por: Leonardo Simonini

veja também