MENU

Renato Gaúcho lamenta sequência: 'Os que se salvarem vão ao Uruguai'

Renato Gaúcho lamenta sequência: 'Os que se salvarem vão ao Uruguai'

Atualizado: Quinta-feira, 20 Janeiro de 2011 as 9:34

Após o empate em 1 a 1 com o Ypiranga, em Erechim, o técnico Renato Gaúcho elogiou o time reserva do Grêmio comandado por ele na noite desta quarta-feira. Apesar do resultado e das circunstâncias - o Grêmio saiu na frente, e cedeu a igualdade no final da partida - o treinador gostou do desempenho dos jovens. Entre os 19 jogadores da delegação, 16 surgiram nas categorias de base do clube.

Renato só lamentou que o Grêmio não tenha ampliado a vantagem quando teve oportunidades.

- Não podemos ter peninha do adversário, tivemos a chance de matar o jogo e não fizemos. Mas a garotada foi bem, mesmo sem entrosamento, sem ritmo, foi um bom jogo, sofremos um gol no final - avaliou.

Depois de enfrentar o Ypiranga, o Grêmio tem ainda que receber o São José-Poa na sexta-feira, ir a Canoas desafiar o time casa no domingo, tudo antes da decisão na pré-Libertadores contra o Liverpool-URU na próxima quarta-feira. Sequência criticada pelo treinador:

- A gente precisa dar ritmo a uma equipe, e buscar no interior os pontos necessários. É assim mesmo. Sexta-feira temos outro jogo, vamos torcer para não perder mais ninguém para o Departamento Médico. Domingo tem outro jogo, e os que se salvarem vão para o Uruguai.

Ele justificou a alternância entre os times titular - só em Porto Alegre no Gauchão - e reserva, no interior.

- É impossível jogar com a mesma equipe nesta sequência. Na capital joga um time, para ganhar ritmo, e no interior jogam os garotos. Claro que é bom jogar com a força máxima, mas para isso é preciso estar todo mundo bem, tem gente no Departamento Médico, gente se recuperando - concluiu.

Por: Eduardo Cecconi

veja também