MENU

René Simões rebate rótulo de 'técnico teórico'

René Simões rebate rótulo de 'técnico teórico'

Atualizado: Sexta-feira, 15 Abril de 2011 as 10:30

Em sua primeira entrevista coletiva, nesta quinta-feira, o técnico René Simões passou por uma sabatina de questões sobre o elenco tricolor, maior preocupação da torcida, que já pensa na estreia do Bahia na Série A do Brasileirão. No entanto, quando o assunto é currículo, o treinador deixa a modéstia de lado.

- O profissional é visto pelas conquistas. Não deveria ser só isso. Mas tenho muitas na minha carreira: fui o primeiro a vencer a seleção argentina jogando em Buenos Aires, conquistei a medalha de prata nas Olimpíadas de 2004 com a Seleção Feminina, conquistei o Sul-Americano Sub-20 e Sub-17... – conta.

Com tantos títulos na carreira, entretanto, paira sobre René Simões o rótulo de ser um treinador muito teórico, pouco prático. Ao ser questionado sobre essa fama, o técnico é categórico:

- Fui jogador, tenho muita prática. Ainda jogo, jogo muito bem. Se você diz para um engenheiro que constrói pontes há 30 anos, pontes belíssimas, que ele é um teórico, isso não faz sentido. Depois de 30 anos no futebol, não posso ser considerado um teórico. Sou um prático - afirma.

Sua última passagem pela Bahia foi em 2005, quando René comandou o Vitória. Com o técnico, o Leão foi campeão invicto do Campeonato Baiano, mas acabou caindo para a Série C do Campeonato Brasileiro. Apesar do rebaixamento, René avalia que sua passagem pelo futebol baiano não foi negativa:     - Não tive uma experiência mal sucedida aqui na Bahia, não. Pelo contrário. Foi uma das melhores da minha vida. Fomos campeões baianos invictos (com o Rubro-negro). Acho que sou o único que tem esse título pelo Vitória. Nos últimos quatro jogos do Brasileiro, tivemos aquela queda assustadora. Mas, se você ler o meu livro, que escrevi depois do acesso do Coritiba, você vai ver um agradecimento ao Vitória, porque aquilo me ajudou muito a trabalhar no Brasil – conclui o treinador.

veja também