MENU

Revivendo decisões, Goiás e São Paulo duelam no Serra Dourada

Revivendo decisões, Goiás e São Paulo duelam no Serra Dourada

Atualizado: Quarta-feira, 2 Junho de 2010 as 8:26

O Goiás chegou antes no caminho do São Paulo em 2010. As duas equipes se enfrentam nesta quarta-feira, às 21h50m, no Estádio Serra Dourada, já pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Nos últimos dois anos, porém, o time esmeraldino cruzou a trajetória do Tricolor em momentos bem mais decisivos. E a equipe paulista já experimentou os lados da vitória e da derrota nesses confrontos. Outro aperitivo do duelo é a presença de Fernandão. O atacante, agora no São Paulo, enfrenta o seu ex-clube pela primeira vez. A TV Globo transmite a partida ao vivo para os estados de Tocantins, Goiás e parte de São Paulo, incluindo a capital. O torcedor também pode acompanhar o Tempo Real do duelo no GLOBOESPORTE.COM.

Em 2008, o São Paulo garantiu o tricampeonato consecutivo ao bater os goianos por 1 a 0 na rodada final, gol de Borges. Na época, a partida gerou polêmica por dois motivos. Primeiro, a mudança do jogo para Brasília, em função de uma perda de mando de campo do Goiás. Depois, pelas acusações ao árbitro Wagner Tardelli, que apitaria a partida mas foi acusado de ter recebido ingressos para o show da cantora Madonna, que aconteceu no Morumbi - estádio do São Paulo. No fim, a arbitragem foi de Jaílson Macedo Freitas, da Bahia.

Em 2009, o jogo foi no Serra Dourada, e de novo definiu a sorte do Tricolor. Pela penúltima rodada, a equipe de Ricardo Gomes foi derrotada por 4 a 2 - ironicamente, com grande atuação de Fernandão pelo lado goiano. Com a vitória do Flamengo sobre o Corinthians, no mesmo dia, o time ficou longe do tetracampeonato e acabou o Brasileirão em terceiro lugar.

Fernandão muda de lado

Fernandão, autor de um dos gols daquela vitória, está hoje do lado tricolor. E, pela primeira vez, enfrentará o Goiás depois da passagem conturbada pelo clube que o revelou. O técnico Ricardo Gomes acredita que o passado não influenciará o jogador, que se encaixou muito bem no Morumbi.

- O Fernandão tem a cabeça tranquila e está pronto para jogar. Ele não treinou hoje (terça-feira), mas estará em campo para nos ajudar - disse o técnico.

No Esmeraldinho, depois da vitória convincente por 3 a 1 sobre o Atlético-GO, o astral do time melhorou. Além disso, a equipe, de quebra, passou a lanterninha da competição justamente para o arquirrival.

Para o confronto desta quarta-feira, o técnico Emerson Leão deve manter o time do último domingo. Ou seja, o Goiás deve jogar no esquema 4-5-1, com Éverton Santos isolado no ataque. Se serve de alento, Rafael Tolói, Ernando, Amaral e Douglas são remanescentes daquele grupo que tirou do Tricolor a liderança do Brasileirão do ano passado.

Zaga improvisada, mas retornos importantes

A grande preocupação da semana no Tricolor é a ausência de três de seus quatro zagueiros para o confronto. Miranda, com lesão na panturrilha, Renato Silva, com um problema na coxa, e Alex Silva, que sofreu um corte no supercílio contra o Guarani, estão fora. Dessa forma, Xandão formará dupla de zaga com Richarlyson, que já atuou no setor em algumas partidas.

Além do versátil jogador, Ricardo Gomes conta com o retorno de Rodrigo Souto, que estava machucado e perdeu os jogos contra Palmeiras e Guarani. Assim, o esquema deverá "flutuar", com Souto alternando entre volante e terceiro zagueiro.

Outra boa notícia é o retorno de Cicinho, que cumpriu suspensão. A novidade na relação de Ricardo Gomes é o meia Carlinhos Paraíba, que volta a estar entre os relacionados depois de 13 partidas. Ele quase foi contratado pelo próprio Goiás, mas o clube desistiu da negociação depois de o jogador ter sido reprovado nos exames médicos.

veja também