MENU

Robert Scheidt confiante em boa performance na Louis Vuitton na Nova Zelândia

Robert Scheidt confiante em boa performance na Louis Vuitton na Nova Zelândia

Atualizado: Sexta-feira, 30 Janeiro de 2009 as 12

Robert Scheidt confiante em boa performance na Louis Vuitton na Nova Zelândia

O velejador Robert Scheidt acredita que pode conquistar um bom resultado na Louis Vuitton Pacific Series, competição que será realizada entre os dias 31 de janeiro e 14 de fevereiro, em Auckland, na Nova Zelândia. Dono de dez títulos de campeão mundial (nove na classe Laser e um na Star) e de quatro medalhas olímpicas (duas de ouro e duas de prata), o brasileiro já está na Oceania, onde treina desde o último sábado com os demais tripulantes da equipe italiana Luna Rossa.

"Nosso time está muito unido e motivado. Por isso, acredito que temos boas possibilidades de chegarmos à semifinal. E, se conseguirmos, nossas chances de garantirmos um lugar na finalíssima aumentam substancialmente. O favoritismo, sem dúvida, é do Team New Zeland, que treinou muito, conhece bem a área e vai velejar com seus próprios barcos", analisou o vice-campeão olímpico em Pequim 2008 da classe Star ao lado do proeiro Bruno Prada.

Robert Scheidt será o estrategista da Luna Rossa. Ou seja, terá a responsabilidade pela interação com a equipe meteorológica e também de definir, juntamente com o tático do barco italiano, o norte-americano Andy Horton, quais a manobras e ações a serem tomadas durante as regatas. "Terei a difícil missão de prever o vento que estará soprando durante a largada e montar, junto com o Andy, o plano de navegação", afirmou o atleta patrocinado pelo Banco do Brasil, CNA Idiomas e Prada.

De acordo com o velejador brasileiro, o formato da competição será eliminatório, com um round robin (classificatório em que todos se enfrentam), semifinal e final. Três regatas estão planejadas para cada dia de disputa em um percurso de duas milhas entre a boca do porto de Waitemata, a Ilha de Rangitoto e o cais Orakei, em Auckland. Todas as equipes se revezarão nos quatro barcos cedidos pelos Emirates Team New Zeland e BMW Team Oracle, este último norte-americano. "O equilíbrio prevalecerá, pois não haverá vantagem de equipamento para ninguém", avalia Robert Scheidt.

Ao todo, dez barcos participarão da na Louis Vuitton Pacific Series. Além do Luna Rossa (Itália), Emirates Team New Zeland (Nova Zelândia) e BMW Team Oracle (EUA), confirmaram presença os barcos K-Challenge (França), Team Shosholoza (África do Sul), Team Origin (Grã-Bretanha), China Team (China), Damiani Italia (Itália), Greek Challenge (Grécia) e Alinghi (Suíça).

veja também