MENU

Robinho entra e decreta a virada do Santos

Robinho entra e decreta a virada do Santos

Atualizado: Sexta-feira, 5 Março de 2010 as 12

Robinho precisou de 31 minutos para ser decisivo e mostrar que está voltando à velha forma às vésperas da Copa do Mundo. Depois de brilhar na vitória da seleção brasileira sobre a Irlanda e enfrentar uma cansativa viagem da Inglaterra ao Brasil, o atacante entrou no segundo tempo e, com um belo gol, deu ao líder Santos o triunfo por 3 a 2, de virada, sobre o Paulista, nesta quinta-feira, no estádio Jaime Cintra, em Jundiaí, pelo Campeonato Paulista. O resultado faz o Peixe disparar ainda mais na classificação, ficando muito próximo da vaga nas semifinais.

Agora, a equipe dirigida pelo técnico Dorival Júnior soma 31 pontos, quatro a mais que o Santo André, segundo colocado. A diferença para o São Caetano, quinto neste momento, é de 11 pontos, o que deixa o time praiano em uma condição bastante confortável para as últimas sete rodadas do Estadual.

O resultado, aliás, faz o Santos chegar à décima vitória consecutiva na temporada (nove pelo Paulistão e uma pela Copa do Brasil). O último tropeço aconteceu no dia 24 de janeiro, na derrota por 2 a 1 para o Mogi Mirim, fora de casa. O recorde é da equipe encabeçada por Pelé, em 1968, com 12 triunfos seguidos. Na próxima rodada, o Peixe pega a Portuguesa, domingo, às 17h, no Canindé.

Já o Paulista se complica ainda mais com outra derrota. O clube está na 18ª colocação, com apenas oito pontos, e não consegue deixar a zona do rebaixamento. Também no domingo, enfrenta o Ituano, às 19h30m, em Itu.

Instável, Santos leva pressão no primeiro tempo

Quem imaginava um show da garotada do Santos sobre um sério candidato ao rebaixamento se enganou logo no início do jogo. No primeiro minuto, os visitantes reclamaram de um pênalti depois que William Rocha puxou André na área, fora do lance. Depois disso, o Paulista tomou conta do jogo diante da lentidão alvinegra.

Com espaço na intermediária de seu campo de ataque, a equipe de Jundiaí chegou ao gol no minuto seguinte. O veterano Baiano, revelado no Peixe, arrancou pela direita, girou sobre a marcação e tocou para a área. Emerson fez o corta-luz, enganou Roberto Brum, e a bola sobrou livre para Barboza chutar rasteiro no canto esquerdo de Felipe: 1 a 0.

Aproveitando o desencontro na defesa santista, o Paulista continuou melhor e poderia ter aumentado aos quatro. Julinho cruzou da esquerda, a zaga parou, mas Barboza, na pequena área, furou a cabeçada. Aos seis, foi a vez de Baiano. Ele avançou novamente pelo meio e soltou a bomba. Felipe espalmou.

Mesmo sem jogar bem, o Santos, aos poucos, passou a aproveitar o recuo do Paulista para reagir. Neymar, que sentiu dores na coxa direita durante o aquecimento, praticamente não apareceu na etapa inicial. Ganso também pouco fez. Já André, aos 22, perdeu ótima oportunidade de empatar ao cabecear para fora um cruzamento de Léo, a principal opção de criação.

Com as estrelas em baixa, o Peixe precisou de um Menino da Vila menos badalado para chegar à igualdade, aos 26 minutos. Wesley recebeu passe em profundidade pela direita, driblou um marcador e chutou cruzado, rente à trave, sem chance de defesa para o goleiro Vinícius: 1 a 1.

Assista aos gols da partida:

O Santos continuou com mais posse de bola, mas não chegou a pressionar. Enquanto isso, o Paulista tentava explorar os contra-ataques. Aos 44, quase deu certo. Emerson avançou em velocidade pelo meio e deu belo passe para o zagueiro Eli Sabiá, ex-Peixe, bater para fora, com perigo.

Robinho entra e garante mais uma vitória

O time alvinegro reapareceu para o segundo tempo com mais velocidade no setor ofensivo e virou o jogo logo aos sete minutos. No terceiro escanteio consecutivo cobrado por Marquinhos, Paulo Henrique Ganso aproveitou uma falha de marcação para subir livre na pequena área e cabecear, marcando o quinto gol dele na competição.

A alegria, contudo, durou pouco. Aos 11, o Paulista chegou ao empate. Baiano cobrou falta, e Felipe espalmou para fora da área. No rebote, dois jogadores do Galo desviaram de cabeça, e a bola sobrou para Julinho. Em posição legal, ele bateu rasteiro no canto direito e igualou o marcador novamente.

Com a nova queda da equipe, o técnico Dorival Júnior sacou Neymar e lançou Robinho, aos 17 minutos. Antes mesmo de tocar na bola, o atacante quase viu o Paulista fazer o terceiro. Bruno Formigoni pegou rebote na intermediária e disparou uma bomba à esquerda de Felipe. Um susto.

Mas Robinho não demorou a mostrar está novamente em boa fase. Aos 23, depois de trombar com o companheiro André na entrada da área, deu dois cortes secos no marcador e chutou. A bola bateu no travessão e quicou lá dentro. Quarto gol do Rei das Pedaladas no Campeonato Paulista.

O mesmo travessão evitou o segundo de Robinho aos 32. Após cobrança de escanteio, Ganso desviou e o camisa 7 acertou o poste. Dois minutos mais tarde, em outra bobeira da defesa, Durval tentou duas vezes e, em ambas, o lateral-direito Lucas salvou sobre a linha. Robinho, aos 45, quase fez outro em chute da entrada da área, bem defendido por Vinícius. No fim, uma vitória sofrida, que mantém o Peixe firme e forte no topo da tabela do Paulistão.

veja também