MENU

Robinho protege Neymar da pressão: 'Não vai nascer um outro Pelé'

Robinho protege Neymar da pressão: 'Não vai nascer um outro Pelé'

Atualizado: Quinta-feira, 23 Junho de 2011 as 2:47

Robinho e seu cabelo no estilo Pelé (Foto: AP)

  Estrela máxima do Santos e da Seleção Brasileira, Neymar está na crista da onda. Badalado, nas capas dos jornais de todo o mundo, com a bênção do Rei do Futebol desde que ainda estava nas divisões de base. E como todo craque revelado na Vila Belmiro, passa por uma natural comparação com Pelé, maior ídolo da história do clube e considerado o melhor jogador de todos os tempos. Calejado por essa experiência anos atrás, Robinho quer proteger o garoto. E tirar a pressão de cima do jovem de 19 anos.

Robinho sabe bem o que é viver com o status de de ser um “novo Pelé”. O atacante viveu intensamente esta fase ao surgir para o futebol em 2002, quando encantou o Brasil com suas pedaladas. Rapidamente foi para o Real Madrid. Mas apesar de ser um jogador diferenciado, não conseguiu estar no hall dos melhores do mundo. 

- O Pelé é o Rei do Futebol. Todo escurinho que aparece no Santos as pessoas já chamam de Pelé. Mas a gente precisa saber diferenciar isso porque o Pelé foi um mito. Igual ao Pelé não teve nem vai ter. Não vai nascer outro Pelé. Cada jogador precisa fazer a sua história. O Neymar está conseguindo fazer a dele muito bem. Neste curto espaço como profissional ele já conquistou títulos importantes pelo Santos. E nós, dentro de campo, temos de deixar as comparações de lado e procurar só jogar futebol – opinou o Rei do Drible.

Campeão da Libertadores, Neymar chega à Argentina para a preparação da Copa América na noite desta quinta-feira, junto dos igualmente campeões Paulo Henrique Ganso e Elano. Será recepcionado com festa pelos companheiros e vai passar a viver com a pressão de ser o protagonista de uma Seleção em um processo de renovação. 

- Um novo Pelé não vai aparecer nem no Santos e nem na Seleção Brasileira. A pressão por isso é igual nos dois, mas na Seleção, em qualquer competição, nós temos a obrigação de chegar, no mínimo, à final – acrescentou Robinho. Protagonista da última Copa América, em 2007, na Venezuela, Robinho espera ver Neymar brilhar na Argentina. Mas espera que tudo aconteça naturalmente. 

- Ele tem condições de jogar entre os melhores do mundo.          

veja também