MENU

Rogério Ceni poderá se tornar na quarta-feira o maior artilheiro tricolor na Libertadores

Rogério Ceni poderá se tornar na quarta-feira o maior artilheiro tricolor na Libertadores

Atualizado: Terça-feira, 9 Fevereiro de 2010 as 12

O São Paulo vai estrear na Taça Libertadores da América de 2010 nesta quarta-feira na partida contra o Monterrey (MEX), marcada para as 21h50m, no estádio do Morumbi. E, do atual elenco, ninguém entende mais da competição sul-americana que o goleiro e capitão Rogério Ceni, que, assim que tocar na bola no duelo deste meio de semana, estará completando o seu 61º jogo no torneio sul-americano.

E é justamente neste duelo que Rogério Ceni poderá marcar ainda mais o seu nome na história do clube do Morumbi. Se marcar um gol, ele se tornará o maior artilheiro da história do clube, com 11 gols. Atualmente ele está empatado com Muller, Palhinha e Pedro Rocha, cada um com dez tentos marcados.

Dois fatores envolvendo Ceni ainda deixam o torcedor são-paulino mais otimista para a primeira partida no torneio sul-americano. Primeiro, quando ele marcou gols, o São Paulo jamais empatou ou perdeu. Foram nove partidas e nove vitórias. Além disso, dos dez gols marcados, três foram em times mexicanos: dois contra o Tigres, pelas quartas de final da edição 2005 e um contra o Chivas, pela semifinal de 2006. O número poderia ser ainda maior, já que no mesmo jogo em que marcou dois gols contra o Tigres, o camisa 1 desperdiçou um pênalti.

A partida desta quarta ainda será especial para Ceni por outro motivo. Na edição do ano passado, ele disputou apenas três partidas pela fase de classificação. Na sequência sofreu uma grave lesão no tornozelo, que o afastou dos gramados por quatro meses. Ele retornou apenas no segundo semestre para disputar o Campeonato Brasileiro.

O capitão são-paulino não esconde o otimismo para a estreia da equipe na Libertadores. No último domingo, mesmo após a derrota de 2 a 1 para o Santos, pelo Campeonato Paulista, o jogador deixou claro que o resultado não terá interferência nenhuma na partida contra os mexicanos.

-  Dá para começar bem. O Santos é uma equipe muito boa e, se estivesse na Libertadores, ganharia muitos jogos. Foi um ótimo teste para nós, importante, e perdemos em pequenos erros. Mas estamos preparados e tenho certeza de que faremos uma boa estreia. Se poderia ser (uma equipe) melhor, talvez sim, mas temos condições de estrear bem. Estamos focando a Libertadores e agora é entrar em campo e fazer uma grande partida - concluiu o goleiro artilheiro.

Por: Marcelo Prado

veja também