MENU

Rogério Lourenço lamenta a falta de atacantes no elenco

Rogério Lourenço lamenta a falta de atacantes no elenco

Atualizado: Quinta-feira, 24 Junho de 2010 as 10:48

 Love é a principal esperança de Rogério para o 

ataque rubro-negro (Foto: Maurício val / Vipcomm)  

A falta de atacantes no elenco rubro-negro tem deixado muita gente preocupada. Mas não são apenas os torcedores que estão ansiosos pela contratação de nomes para o setor. Rogério Lourenço já não fica mais constrangido ao comentar a escassez de opções que ele tem em suas mãos, principalmente para os próximos cinco jogos do Brasileiro. O treinador admite que o Flamengo tem encontrado dificuldades para fortalecer o setor, que no último ano tem sido uma das principais armas. Afinal, Adriano foi o artilheiro do Brasileiro de 2009 e formou uma poderosa dupla com Vagner Love no primeiro semestre de 2010. Mas o Imperador foi para o Roma e o Artilheiro do Amor, cujo contrato termina no próximo dia 10, ainda está longe de ter sua situação resolvida.

Tirando eles, o Flamengo ainda emprestou Bruno Mezenga ao futebol polonês, não renovou com Gil e vai rescindir com o desaparecido Denis Marques. Ou seja, o atual elenco só tem Diego Maurício e Paulo Sérgio como atacantes, além de Vinícius Pacheco, que pode ajudar na função.

Por conta disso, Rogério Lourenço não tem nem como despistar ou evitar os comentários de que é preocupante a situação do time. Ainda mais diante da real possibilidade de ataque ser formado por estes últimos jogadores nos próximos cinco jogos do Brasileiro (contra Botafogo, Atlético-GO, Avaí, Internacional e Vasco). Afinal, os possíveis reforços, segundo Zico, devem vir apenas do exterior. Ou seja, só poderão estrear a partir de agosto.

- A prioridade é a permanência do Love. Mas só isso não é suficiente. Tivemos uma mudança total no setor. Mas se não chegar ninguém, temos de valorizar quem está aqui. Nesse período de cinco jogos, serão 15 pontos em jogo. É muita coisa. É preciso ter uma equipe equilibrada e hoje nós não temos. Vamos aguardar que as coisas sejam resolvidas, mas não podemos sofrer por antecipação - lamentou Rogério Lourenço, que não pretende escalar Petkovic como atacante.

A diretoria já tentou contratar alguns nomes para o ataque. Entre eles,  Kleber, Rafael Sóbis, Deivid, Emerson, Jóbson. Mas nenhuns desses casos evoluíu, principalmente por questões financeiras ou transferência para outros clubes. A bola da vez agora é Éder Luís, mas o Benfica não está tão disposto a liberá-lo. Além dessas negociações, o Flamengo concentra seus esforços na compra de Vagner Love, mas até agora não obteve respostas positivas para as propostas enviadas ao CSKA.

Por Rodrigo Benchimol Rio de Janeiro fonte:globo.com

MCS

veja também