MENU

Romário chama Valcke de mal-educado, mas apoia suas críticas ao país

Romário chama Valcke de mal-educado, mas apoia suas críticas ao país

Atualizado: Sábado, 3 Março de 2012 as 2:14

EFE

O deputado federal expressou a sua opinião sobre as declarações do dirigente pela sua conta do Twitter

Romário apoiou as críticas feitas por Valcke ao atraso nas obras no Brasil

Foto: Futura Press

O deputado e ex-jogador Romário classificou na sexta-feira de "mal educado" o secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke, quem disse que o Brasil precisa de "um pontapé no traseiro" para acelerar as obras necessárias para a Copa do Mundo de 2014. Leia mais: Valcke pede que Brasil \'ponha casa em ordem\' por Copa

"Considero que essa expressão foi, pelo menos, mal educada", mas Valcke "tem 100% de razão quando diz que o Brasil está atrasado", escreveu Romário em sua conta na rede social Twitter.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Em declarações divulgadas na sexta-feira em Londres, Valcke criticou a demora nas obras de estádios e infraestruturas e do Congresso Nacional em aprovar a Lei Geral da Copa, que regulará o mundial. Conforme o dirigente da Fifa, o texto legal deveria ter sido aprovado em 2007, mas ainda está em discussão no Congresso, o que se soma ao fato de o Brasil não ter completado até agora com os compromissos assumidos em termos de infraestrutura.

Você aprova o uso da tecnologia no futebol? Vote

Romário, quem integra a comissão parlamentar que discute a lei que regulará a Copa do Mundo, assinalou que a declaração de Valcke no sentido que os parlamentares "devem trabalhar", não vale em particular para ele, mas "para muitas pessoas" no Congresso. O ex-jogador, no entanto, reiterou sua rejeição a várias das exigências da Fifa que causam polêmica, como a venda de cerveja nos estádios, comércio proibido no Brasil por lei.

Confira ainda: Valcke cutuca Brasil e diz que Fifa sabe desfecho da crise da CBF

"Volto a afirmar que a Fifa não pode estar acima da soberania do Brasil, pelo qual seguirei lutando no Congresso", apontou Romário. Como apurou a Agência Efe, as declarações de Valcke foram muito mal recebidas pelo Governo brasileiro, que deverá responder através do ministro de Esporte, Aldo Rebelo, quem deverá se pronunciar neste sábado a respeito.


Continue lendo...

veja também