MENU

Romário: "Exterminamos um câncer do futebol"

"Exterminamos um câncer do futebol"

Atualizado: Segunda-feira, 12 Março de 2012 as 2:39

O ex-atacante Romário se pronunciou rapidamente sobre a renúncia de Ricardo Teixeira à presidência da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), nesta segunda-feira. Poucas horas depois de oficializada a saída do dirigente, o atual deputado federal foi crítico em seus comentários, publicados em seu Facebook.

Romário, que no final de semana havia comentado com pouco otimismo o afastamento até então temporário de Teixeira em decorrência de problemas de saúde, desejou boa sorte ao novo mandatário da CBF, José Maria Marin - mas não sem deixar de citar a polêmica recente mais notória do dirigente: o suposto furto de uma medalha durante a premiação da Copa São Paulo de juniores, em janeiro.

"Hoje podemos comemorar. Exterminamos um câncer do futebol brasileiro. Finalmente, Ricardo Teixeira renunciou à presidência da CBF", comemorou Romário, abrindo com tom crítico seu comunicado, mas errando no nome do novo mandatário.

"Espero que o novo presidente, João Maria Marin, o que furtou a medalha do jogador do Corinthians na Copa São Paulo, não faça daquele ato uma constante na Confederação. Senão, teremos que exterminar a AIDS também", acrescentou.

O ex-atacante, contudo, não se deu por satisfeito. De acordo com Romário, grandes mudanças deverão ser feitas na entidade máxima do futebol nacional a partir de agora.

"Não só acredito, mas também espero, que uma limpeza geral deve ser feita na CBF. Só então, definitivamente, poderemos ficar tranquilos de que a mudança acontecerá em todos os sentidos", complementou.

José Maria Marin, vice-presidente mais idoso da CBF, assumiu o cargo de Teixeira para ficar no comando da organização até abril de 2015. Ele também será o novo presidente do Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo de 2014.

Confira o comunicado de Romário

Boa tarde, Galera!
Hoje podemos comemorar. Exterminamos um câncer do futebol brasileiro. Finalmente, Ricardo Teixeira renunciou à presidência da CBF. Espero que o novo presidente, João Maria Marin, o que furtou a medalha do jogador do Corinthians na Copa São Paulo de Juniores, não faça daquele ato uma constante na Confederação. Senão, teremos que exterminar a AIDS também.
Desejo boa sorte ao novo presidente e espero que a partir de hoje (acho muito difícil e quase impossível) a CBF dê uma nova cara para o nosso futebol.
Tô muito feliz em saber que participei deste momento de vitória e de mudança para o futebol brasileiro. Não só acredito, mas também espero, que uma limpeza geral deve ser feita na CBF. Só então, definitivamente, poderemos ficar tranquilos de que a mudança acontecerá em todos os sentidos.
Valeu, Galera. Abraço!

veja também