MENU

Ronaldinho Gaúcho aceita primeiras vaias no Flamengo e pede união

Ronaldinho Gaúcho aceita primeiras vaias no Flamengo e pede união

Atualizado: Sexta-feira, 6 Maio de 2011 as 10:25

Pela primeira vez com a camisa do Flamengo, Ronaldinho Gaúcho foi alvo até de vaias isoladas quando tocava na bola durante a derrota por 2 a 1 para o Ceará, no Engenhão. Em poucas palavras, o meia-atacante disse ter ouvido protestos gerais, e os aceitou por ocorrerem logo no dia em que a invencibilidade do time acabou.

"As vaias vieram para todos. O torcedor tem todo o direito de não ficar feliz quando a vitória não vem. Pela primeira vez acontece isso desde que cheguei, mas a equipe tem que saber administrar e estar unida para darmos a volta por cima", pediu o capitão.

Vanderlei Luxemburgo também minimizou qualquer reprovação vinda das arquibancadas para o astro. "O Ronaldo tem que jogar bola e o torcedor vaia porque não conseguimos o resultado. A vaia faz parte do futebol", afirmou o técnico, que já reforçou publicamente ao camisa 10 para se acostumar porque "Flamengo é Flamengo".

O treinador parece mais preocupado em blindar atletas menos renomados que também foram alvos de protestos da torcida que esteve no Engenhão nessa quinta-feira. Um deles foi Rodrigo Alvim, que chegou a ser sacado durante a partida, mas foi poupado pelo chefe depois do confronto.

"Vou crucificar o Alvim se a bola foi perdida no ataque? Não costumo fazer isso", apontou Luxemburgo, sem negar, contudo, que pediu à diretoria a contratação de um novo lateral esquerdo. "O time sente falta de algumas coisas e já passei para a diretoria", limitou-se a declarar o comandante.

Reforços à parte, o clima no vestiário flamenguista era de tentar manter o ânimo para ir às semifinais da Copa do Brasil. O clube precisa vencer o Ceará por dois gols de diferença ou até por um, caso balance as redes adversárias ao menos três vezes na próxima quarta-feira, em Fortaleza.

"[A derrota no primeiro jogo] Dificulta um pouco mais, mas temos todas as possibilidades de reverter esta situação. É descansar para chegar bem ao jogo lá", projetou Ronaldinho Gaúcho. "Também tropeçamos com o Horizonte e fomos buscar o resultado lá. O Ceará é mais qualificado [que o Horizonte], mas Flamengo é Flamengo", completou Ronaldo Angelim, lembrando que, nas oitavas de final, o time empatou por 1 a 1 com o Horizonte no Rio de Janeiro e venceu por 3 a 0 no Ceará.

veja também