MENU

Ronaldo estreia antes do clássico contra o Palmeiras, e R. Carlos no dia 20

Ronaldo estreia antes do clássico contra o Palmeiras, e R. Carlos no dia 20

Atualizado: Terça-feira, 12 Janeiro de 2010 as 12

Ronaldo e Roberto Carlos não enfrentarão o Huracán às 16h desta quarta-feira, no Pacaembu, mas logo vestirão a camisa do Corinthians em 2010. O camisa 9 atuará pela primeira vez neste ano antes do clássico diante do Palmeiras, marcado para a quinta rodada do Paulista. Já o lateral deve estrear até a próxima quarta-feira.

A projeção foi revelada por Mano Menezes nesta terça-feira, dia 12. Após confirmar a ausência de ambos no amistoso, o treinador mostrou otimismo quanto à evolução física dos dois reforços mais renomados do elenco.

A situação de Roberto Carlos é a mais avançada. Se nada de anormal acontecer, Mano pretende usá-lo no dia 20, diante do Bragantino, pela segunda rodada do Paulista. A partida acontecerá no estádio do Pacaembu.

"Penso que ele pode jogar na próxima quarta-feira, mas vamos aguardar mais um pouco para ver o que acontece nos próximos dias. No domingo, a única opção que teremos para a posição será o Escudero", disse o treinador, adiantando que o argentino atuará diante de Huracán e Monte Azul, este último pela primeira rodada do Estadual.

Quanto a Ronaldo, sua provável estreia na temporada será no dia 27 de janeiro, contra o Mirassol. Se isso se confirmar, o atacante começará sua trajetória em 2010 diante da torcida, no Pacaembu, e seguirá como titular para enfrentar o Palmeiras na rodada seguinte, dia 31.

"Ele já está bem melhor que nesse mesmo período do ano passado e poderá estrear antes", avaliou Mano. Questionado se o primeiro duelo seria justamente contra o Palmeiras, ele respondeu: "talvez antes".

Em 2009, Ronaldo só começou a jogar no dia 4 de março, na vitória por 2 a 0 sobre o Itumbiara, pela primeira rodada da Copa do Brasil. Ele entrou nos últimos minutos. Na temporada passada, porém, o Fenômeno havia ficado dez meses parado por culpa da grave lesão no joelho esquerdo sofrida em fevereiro de 2008, ainda pelo Milan.

Por: Alexandre Sinato

veja também