MENU

Rooney: 'Sei que torcedores ficaram tristes, mas darei 100% em campo'

Rooney: 'Sei que torcedores ficaram tristes, mas darei 100% em campo'

Atualizado: Sexta-feira, 22 Outubro de 2010 as 2:47

O atacante Wayne Rooney usou o site oficial do Manchester United para explicar a decisão de renovar o contrato até 2015, depois de ter dito que gostaria de deixar o clube. O camisa 10 afirmou que sabe que decepcionou grande parte da torcida com suas declarações durante a semana, mas que está pronto para recuperar o carinho do Old Trafford.

Na última quarta, Rooney disse que não havia chegado a um acordo para um novo contrato e que desejava sair do Manchester porque o clube estava sem ambição. Fora da partida com o Bursaspor, pela Liga dos Campeões, viu mensagens na arquibancada comparando sua situação à traição à esposa: "Colleen o perdoou. Nós, não". Na noite de quinta, cerca de 40 pessoas protestaram na porta da casa do atacante. Na manhã desta sexta, um painel com fotos de Rooney recebeu pichações com ameaças por causa da possível mudança para o outro time da cidade: "Vá para o City e estará morto".

- Sei que torcedores ficaram tristes com tudo que viram na mídia. Minha mensagem é que eu me preocupo com o clube e quero ficar aqui. Isso é importante. Quero continuar o sucesso neste clube. Alguns torcedores podem não aceitar isso muito rápido. Talvez leve algum tempo. Mas darei 100% dentro de campo. Eu quero reconstruir esta relação. Espero que a gente consiga trabalhar juntos e dar o melhor para o Manchester United vencer troféus - disse.

Segundo o treinador Alex Ferguson, Rooney pediu desculpas à comissão técnica e diretoria pela confusão que criou e fará o mesmo com os companheiros. O atacante afirmou que por causa da polêmica teve que resolver tudo muito rápido com o clube, apesar da dificuldade no início da negociação para renovar o compromisso. Para o camisa 10, o respeito por Ferguson foi um dos principais fatores

- Ferguson não é a única razão. Estou aqui há seis anos, os torcedores têm sido fantásticos comigo neste período. Mas a experiência do técnico e sua paixão por vitórias foram uma das principais razões para eu jogar aqui.

veja também