MENU

Roth cobra marcação sob pressão e pede mais chutes a gol

Roth cobra marcação sob pressão e pede mais chutes a gol

Atualizado: Sexta-feira, 11 Fevereiro de 2011 as 8:55

O técnico Celso Roth realizou um treino técnico na tarde desta quinta-feira, visando dois compromissos: a partida de domingo diante do Pelotas, pelo Gauchão, e a estreia na Libertadores, contra o Emelec, na quarta-feira. O treinador pediu marcação sob pressão e finalizações a gol. E o setor mais cobrado foi o ataque.

Em parte do treino, Roth parou o trabalho, chamou Leandro Damião e cobrou que o jogador batesse a gol. No lance, o atacante havia passado a bola para Cavenaghi.

- Tem que arriscar, bater a gol. É preferível chutar do que transferir (a bola) - reclamou Roth.

O centroavante teve boas chances de marcar gol, após cruzamentos de Kleber e Daniel. Mas o trabalho se encerrou sem gols para os titulares.

Roth gritou e parou o treino técnico a todo instante, sempre tentando corrigir a movimentação. O treinador também reclamou de Cavenaghi, quando o argentino errou na marcação, duas vezes, ao dar carrinho errado e ser driblado por Rodrigo Moledo. Na etapa final da atividade, o atacante foi substituído por Alecsandro.

A marcação sob pressão tinha o objetivo de fazer com que o time adversário errasse a saída de bola. Mesmo assim, a equipe titular criou poucas chances de gol. Na manhã desta sexta-feira, o treinador orientará um coletivo.

O time titular começou com: Lauro; Daniel, Índio, Sorondo e Kleber; Wilson Matias, Guiñazu, Tinga e D'Alessandro; Leandro Damião e Cavenaghi.

Já a equipe reserva teve: Renan; Ricardo Goulart, Rodrigo Moledo, Rodrigo e Massari; Glaydson, Bolatti, Andrezinho e Thiago Humberto; Alex e Alecsandro. Seguro na marcação e com visão de jogo, Bolatti se destacou na atividade.  

veja também