MENU

Roth, 'do céu ao inferno', celebra chance de recuperar Mundial perdido

Roth, 'do céu ao inferno', celebra chance de recuperar Mundial perdido

Atualizado: Sábado, 22 Janeiro de 2011 as 10:15

Em 17 de agosto, eles integravam o melhor time da América. Em 14 de dezembro, viviam uma das maiores decepções da vida deles. O Inter migrou de um extremo a outro em questões de meses. E agora, na reapresentação do elenco, tenta se equilibrar entre um ponto e outro: o orgulho pela Libertadores conquistada e a dor pelo Mundial perdido. Para o técnico Celso Roth, a melhor notícia para o elenco vermelho é ter a chance de abafar o que aconteceu em Abu Dhabi. Para isso, é preciso ganhar a Libertadores e disputar outro Mundial.

Foi sobre isso que Roth falou com os jogadores do Inter nesta quinta-feira, em sigilo, no primeiro contato com eles. Ele ressaltou que está em mãos coloradas uma segunda chance, algo raro no futebol.

- Por mais experiência que tenhamos, nós adquirimos mais um pouco, aprendemos mais um pouco. Fomos do céu ao inferno em um semestre. O profissional não se torna vencedor só com vitórias. A vida ensina isso. Vocês sabem disso, os torcedores sabem disso. Temos a oportunidade de recuperar o caminho. Não é todo mundo que tem essa chance de poder novamente disputar a Libertadores com a possibilidade de ir ao Mundial. Vamos fazer a avaliação do que aconteceu conosco e tirar proveito disso. Essa foi uma parte da conversa que tive com os jogadores – disse o treinador.

Roth disse que o Inter precisa ter a dignidade de superar a dor do Mundial e encarar de frente a Libertadores. Ele compara o futebol à vida.

- O mais importante é essa oportunidade. O futebol é como a vida, mas mais rápido. Temos coisas boas e ruins, perdemos emprego, ganhamos emprego, perdemos namorada, ganhamos namorada. No futebol, é a cada 90 minutos. Nos abatemos muito, a tristeza foi muito grande. Vocês viram isso, nos criticaram muito, e com razão. O mais importante é ter a dignidade de passar por esses momentos e aproveitar. Vamos ver se transformamos isso no caminho da felicidade de novo. Foi muito dura a perda do Mundial – afirmou o técnico.

O Inter estreia na Libertadores em 16 de fevereiro, em Guayaquil, contra o Emelec. Para o técnico Celso Roth, a conquista continental é menos complicada do que o título do Campeonato Brasileiro.   Por: Alexandre Alliatti

veja também