MENU

Santistas reclamam muito do juiz: 'Ele nos operou', afirma presidente

Santistas reclamam muito do juiz: 'Ele nos operou', afirma presidente

Atualizado: Quinta-feira, 7 Abril de 2011 as 9:39

Os jogadores e o presidente do Santos, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, reclamaram muito da atuação do árbitro uruguaio Roberto Silvera após a vitória por 3 a 2 sobre o Colo Colo, nesta quarta-feira, na Vila Belmiro. O Peixe conquistou sua primeira vitória na Taça Libertadores deste ano, após dois empates e uma derrota, mas perdeu três jogadores expulsos: Neymar, Elano e Zé Eduardo.

Os três desfalcarão a equipe contra o Cerro Porteño-PAR, no próximo dia 14, em Assunção. Por isso, apesar do triunfo, há uma forte preocupação por parte dos alvinegros, pois o time precisa vencer os paraguaios para não depender de outros resultados na busca de uma vaga nas oitavas de final da competição.

Laor, como o presidente é chamado, foi mais categórico.

- O juiz operou o Santos. Ele usou de extraordinário rigor com o nosso time e foi conivente com nosso adversário.

O meia Paulo Henrique Ganso reclamou principalmente do cartão vermelho aplicado a Neymar. O craque alvinegro, após marcar um golaço, o terceiro da vitória, comemorou colocando uma máscara com o seu rosto. Como já tinha amarelo, acabou expulso.

- Não pode mais comemorar agora? É brincadeira. Fomos muito prejudicados pela arbitragem. O juiz complicou desde o começo. O técnico deles peitou o quarto árbitro e ele não fez nada. No mesmo lance, o Elano foi expulso - reclamou.

A expulsão de Elano aconteceu após uma confusão envolvendo os dois bancos de reserva - o meia havia sido substituído. O meia atirou uma toalha na direção dos adversários. Ele se defende e diz que não fez nada.

- Eu não entendei porque levei o vermelho. Eu estava conversando com o Maikon Leite e joguei a toalha para ele. Acabei recebendo o vermelho.      

veja também