MENU

Santos confia no estilo Muricy para avançar às quartas da Libertadores

Santos confia no estilo Muricy para avançar às quartas da Libertadores

Atualizado: Terça-feira, 3 Maio de 2011 as 8:47

Muricy Ramalho ajeitou a zaga santista (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)

  Os jogadores do Santos têm sido unânimes: o Peixe hoje tem a cara de Muricy Ramalho. Um time que marca forte, cuja defesa, bem compacta, dá aos homens de frente liberdade para decidir. Os números demonstram isso. Em sete jogos sob o comando do treinador, a equipe sofreu apenas dois gols e marcou 12. Contra o América-MEX, nesta terça-feira, às 22h45m (horário de Brasília), no estádio La Corregidora de Querétaro, em Santiago de Querétaro, a 220 km da Cidade do México, pelas oitavas de final da Taça Libertadores, o Santos terá uma chance fundamental para provar que encarnou mesmo o espírito do novo comandante.

Como venceu o jogo de ida, quarta passada, na Vila Belmiro, por 1 a 0, o Santos avança às quartas de final empatando ou mesmo perdendo por um gol de diferença, desde que marque. Nesse caso, obrigará os mexicanos a fazerem três - mais do que todos os gols que tomou neste início da trajetória de Muricy. Se o América vencer por 1 a 0 a decisão vai para os pênaltis.

A casa da equipe mexicana é o lendário estádio Azteca, na capital do país, palco das finais das Copas de 1970 e 86. No entanto, o local está fechado para shows da banda irlandesa U2. Por isso, o jogo foi transferido para o estádio La Corregidora.

O GLOBOESPORTE.COM acompanhará todos os lances da partida em Tempo Real, com vídeos exclusivos. O SporTV transmite ao vivo para todo o Brasil. O equatoriano Carlos Vera apita a partida, auxiliado por seus compatriotas Luis Alvarado e Marco

Muzo.

América-MEX: Precisa fazer valer o mando de campo e ir para cima do Santos para fazer gols. Ao mesmo tempo, tem de tomar cuidado com as investidas santistas. Precisa fazer, ao menos, dois sem levar nenhum para avançar direto.

Santos: A disputa da Taça Libertadores é o maior objetivo do Santos no ano. Se mantiver o bom desempenho defensivo e não sofrer gols, seguirá sonhando com a conquista do tricampeonato continental. Com a geração de Pelé no auge, o Peixe venceu a competição em 1962 e 63.

América-MEX: Envolvido numa maratona de decisões ainda mais longa que a do Santos, o América terá seus principais jogadores diante do Peixe. O técnico Carlos Reinoso decidiu priorizar a decisão das oitavas de final da Taça Libertadores, ao contrário do que aconteceu no jogo de ida, na Vila Belmiro, quando deixou no banco quatro titulares: Montenegro, Reyes, Reyna e Sánchez. Todos jogam nesta terça-feira. Na quinta, diante do Morélia, pelas quartas de final do campeonato mexicano, o técnico irá utilizar time misto. Apenas o lateral-esquerdo Layún não está à disposição. Expulso na Vila, ele cumpre suspensão. A escalação provável: Guillermo Ochoa; Rojas, Valenzuela, Mosquera e Diego Reyes; Montenegro, Rosinei, Vicente Sánchez e Pavel Pardo; Vicente Vuoso e Ángel Reyna.

Santos: Sem poder contar com o meia Elano, que se lesionou durante jogo contra o São Paulo, sábado passado, pela semifinal do Paulista, o técnico Muricy Ramalho vai optar por um meio de campo com um trio de volantes formado por Adriano (substituto de Elano), Arouca e Danilo, que atuaria dando suporte a Paulo Henrique Ganso. É a mesma formação utilizada na vitória por 2 a 1 sobre o Cerro Porteño-PAR, no dia 14 de abril, em Assunção. Resultado que fez o Santos ressurgir na Taça Libertadores. A escalação provável: Rafael, Jonathan, Edu Dracena, Durval e Léo; Adriano, Arouca, Danilo e Paulo Henrique Ganso; Neymar e Zé Eduardo.

América-MEX: O atacante Angel Reyna, de 26 anos, é rápido e goleador. É o artilheiro do campeonato mexicano, com 13 gols. Marcou um na vitória sobre o Pumas, domingo passado, que garantiu ao América vaga no mata-mata do nacional. Ele vem sendo considerado por analistas o melhor jogador da competição local.

Santos: Paulo Henrique Ganso mostra a cada jogo que está recuperando a classe e o futebol que o levaram à Seleção Brasileira no ano passado. Completamente curado da grave lesão que sofreu no joelho esquerdo, em agosto do ano passado, o jogador vem subindo muito de produção. Contra o São Paulo, sábado passado, foi decisivo para a vitória santista por 2 a 0, com uma assistência e um gol. Se mantiver o ritmo nesta terça, será arma fundamental do Peixe.

Guillermo Ochoa, técnico do América-MEX: '"Nossa casa é o Azteca. Sair de lá é algo que nos afeta. La Corregidora não é o melhor cenário, nem o melhor campo, mas temos de superar isso se quisermos avançar"

Muricy Ramalho, técnico do Santos: "O América é um time rápido e sempre muito perigoso. Não vai jogar em sua casa, o que pode ser até bom para o Santos. De qualquer forma, o estádio estará lotado por torcedores deles."

* Santos e América-MEX já se enfrentaram 14 vezes. O Peixe venceu nove, e as Águias, três. Foram dois empates. O time da Vila Belmiro fez 30 gols e os mexicanos, 16. Pela Libertadores, esse será o sexto confronto. Em 2007, duas partidas pelas quartas de final. O Santos passou (0 a 0, no México, e 2 a 1 para o Peixe, na Vila Belmiro). Em 2008, também nas quartas, deu América (na Cidade do México, vitória do time casa por 2 a 0. Na volta, em Santos, o Peixe fez apenas 1 a 0). O quinto confronto foi quarta passada, jogo de ida das oitavas de final: Santos 1 a 0.

* Vencer a primeira partida em mata-mata de Libertadores costuma ser uma boa vantagem. Nas últimas cinco edições, em 43 oportunidades o vencedor do jogo da ida se classificou para a sequência da competição.  Em apenas nove vezes o perdedor do primeiro confronto conseguiu a virada. 

* Esta é a décima vez que o Santos enfrenta um adversário mexicano pela Libertadores. Além de cinco jogos com o América, o Peixe eliminou o Cruz Azul nas quartas de final de 2003 (2 a 2 e 1 a 0) e enfrentou duas vezes o Chivas Guadalajara na fase de grupos de 2007 (1 a 0, no Brasil, e 2 a 3, no México).

No último encontro entre Santos e América-MEX, quarta-feira passada, na Vila Belmiro, um jogo truncado, muito duro e com pouquíssimas chances de gol. O Peixe venceu por 1 a 0 graças a um chute certeiro de Paulo Henrique Ganso.        

veja também