MENU

Santos deixa campo revoltado com arbitragem e vê complô pró-Corinthians

Santos deixa campo revoltado com arbitragem e vê complô pró-Corinthians

Atualizado: Segunda-feira, 31 Maio de 2010 as 7:28

Muita reclamação dos santistas após a derrota por 4 a 2 no Pacaembu. As críticas à arbitragem tiveram início já no intervalo do jogo, quando o Corinthians ainda vencia por 1 a 0. O gol de Marquinhos, anulado aos 26min da etapa inicial, e um empurrão em Edu Dracena no segundo gol do Corinthians provocaram a revolta dos jogadores e do técnico do time da Vila Belmiro. Até um suposto complô a favor do Corinthians foi citado pelos santistas.

O próprio autor do gol (anulado) iniciou as críticas contra a arbitragem. Não estava em impedimento! Todo jogo o Corinthians está sendo ajudado pela arbitragem. Não sei se é coincidência ou se estão puxando o saco”, disparou Marquinhos. A revolta seguiu na volta dos vestiários, pouco antes do apito do início do segundo tempo. Léo fez duras críticas ao árbitro Sálvio Spinola.

É uma coisa meio que impressionante quando o Sálvio apita os jogos, disse o lateral. Para Léo, o lance do segundo gol do Corinthians teve irregularidade – uma falta em Edu Dracena - e prejudicou muito o Santos na partida.

O problema foi mais o segundo gol, de como aconteceu. A gente tinha acabado de empatar, estávamos bem melhores na partida, aí empurram nosso zagueiro [Edu Dracena] dentro da área e o juiz não vê, afirmou. O próprio Dracena revelou que acabou mesmo empurrado no lance citado por Léo.

Tivemos um gol anulado, e o segundo gol foi falta dentro da área, em cima de mim. É o terceiro jogo que o Corinthians faz no Pacaembu e o terceiro em que eles são ajudados. O pessoal tem que começar a rever quem apita os jogos”, criticou Edu Dracena. O meia Paulo Henrique também afirmou que vem observando uma ‘ajuda’ ao Corinthians na competição.

Com certeza prejudicou a equipe do Santos e mais uma vez ajudando o Corinthians. Coincidência ou não, mais uma vez ajudaram o Corinthians”, criticou Ganso. O atacante Marcel pediu que o assistente responsável pelo gol anulado seja cobrado.  O bandeirinha errou, tem que ser cobrado. Um jogo do nível desse não pode ter um erro assim, afirmou.

O técnico Dorival Júnior também não poupou a arbitragem, e além do gol anulado, reclamou de um pênalti não marcado a favor de sua equipe, ainda no primeiro tempo. “É uma constatação, o impedimento e o pênalti. Perguntei se ele consultou mamãe, porque a mãe do juiz é a única que vai a favor dele. Ele falou que consultou”, disse Dorival, ainda de bom humor.

Já o atacante Neymar, que teve atuação apagada e foi substituído na metade do segundo tempo, reclamou de algumas faltas não marcadas em cima dele. O juiz hoje está interpretando as coisas de maneira muito errada. No Neymar não tem falta, não, criticou o camisa 11 santista.

veja também