MENU

Santos joga mal e perde para o Atlético-GO

Santos joga mal e perde para o Atlético-GO

Atualizado: Domingo, 14 Agosto de 2011 as 9:35

Neymar, Ganso? Que nada. O Atlético-GO não deu a menor bola para as estrelas santistas neste sábado, no Serra Dourada, em Goiânia. Comandado por Anselmo, que infernizou a defesa alvinegra no segundo tempo, o Dragão venceu por 2 a 0 e saiu da zona de rebaixamento do Brasileirão. Vai dormir na 14ª posição. Já o Santos segue como o pior visitante da competição. Tem apenas um ponto dos 24 que disputou longe de seus domínios. O Peixe tem 15 pontos e, por enquanto, está em 15º. Campanha incompatível com um elenco repleto de estrelas e campeão da Libertadores, mas que não consegue se acertar no Brasileiro.

O jogo foi fraco, com um primeiro tempo abaixo da crítica. Tão ruim que contaminou até Neymar: ele chegou a se atrapalhar com a bola em pelo menos dois lances, coisa rara. Num deles, tentou uma arrancada pela esquerda e acabou saindo pela lateral.

O Atlético-GO passou a maior parte do tempo se defendendo e tentando surpreender em algum contra-ataque. Acontece que o Dragão carece de qualidade em seu meio de campo. Seus jogadores erraram passes simples. Com isso, não conseguiu dar sequência às jogadas. O goleiro santista Rafael não fez nenhuma defesa importante.

O Santos tinha a bola, campo para jogar, trocava passes, mas não aprofundava as jogadas. Pará, pela direita, e Léo, pela esquerda, não apareceram, e a equipe acabou insistindo demais nas jogadas pelo meio, sem sucesso. Neymar, mesmo bem marcado (sofreu quatro faltas no primeiro tempo), teve a única chance clara do primeiro tempo, quando se aproveitou de um erro na saída do goleiro Márcio e tentou encobri-lo. A zaga cortou em cima da linha.

Neymar teve atuação discreta contra o Atlético-GO no Serra Dourada (Foto: Agência Estado) A etapa inicial teve um lance polêmico. Neymar ganhou a jogada pela esquerda, arrancou e foi derrubado por Adriano, aparentemente sem querer, na área. O árbitro Sandro Meira Ricci ignorou a penalidade e ainda mostrou o cartão amarelo para o craque santista por simulação. Ricci está processando o jogador porque, durante o Brasileirão do ano passado, num jogo do Peixe contra o Vitória, no Barradão, Neymar, que estava suspenso e assistia ao jogo de casa, teria chamado o juiz de “ladrão” no Twitter. Depois, o jogador disse que sua conta no microblog havia sido invadida e que não ofensa não tinha sido feita por ele. Ao fim da partida deste sábado, Neymar ironizou Ricci e afirmou que o mérito pela vitória do time goiano era dele.

Dragão marca na etapa final

O jogo foi mais franco no segundo tempo, com as duas equipes buscando mais o gol. O crescimento do Atlético-GO foi acentuado. O Dragão passou a acertar os passes e colocou por terra a marcação santista. O goleiro Rafael começou a ser exigido, fazendo defesas importantes. Agora, quem se retraía para tentar o contra-ataque era o Santos. A estratégia quase deu certo, mas Diogo e Neymar erraram o alvo no complemento das jogadas.

O castigo veio rápido. Aos 24 minutos, Anselmo se aproveitou de cochilo da zaga, recebeu a bola no meio da área e tocou na saída de Rafael. O Peixe se desesperou. Tentou abafar, mas deu enormes espaços no para o Dragão responder, sempre pela esquerda, aproveitando-se das falhas do lateral-direito Pará. O segundo gol da equipe goiana não tardou. Aos 34, nova pane da defesa alvinegra. Anselmo cruzou da esquerda e Diogo Campos, sozinho dentro da área, só empurrou para o gol.

O Santos tentou responder rápido, mas confundia velocidade com correria. Errava passes e virava presa fácil para a marcação adversária. Com a desvantagem, o Santos foi para o abafa, acertou duas bolas na trave, mas o Dragão também ameaçou e a três minutos do fim, só não fez o terceiro, com Anselmo novamente, porque Rafael operou um pequeno milagre no Serra Dourada. Coube ao time da casa controlar o ímpeto alvinegro e esperar o tempo passar até o apito final.  

veja também