MENU

Santos supera o Botafogo-SP e está nas semi

Santos supera o Botafogo-SP e está nas semi

Atualizado: Sexta-feira, 26 Março de 2010 as 12

O Santos está matematicamente classificado para as semifinais do Paulistão, com três rodadas de antecedência. A vaga foi possível nesta rodada por causa da vitória do líder sobre o Botafogo-SP por 4 a 2, na noite desta quinta-feira, em Ribeirão Preto (assista aos melhores momentos). O anfitrião dificultou bastante a vida do Peixe, que contou com a habilidade de Ganso, autor de um gol, e a estrela de Marquinhos, que marcou dois, para assegurar os três pontos. Zé Eduardo completou o placar para o visitante. Nas comemorações dos dois times, pinguins e macacos foram homenageados.

Com o resultado, o Santos chegou a 38 pontos e não pode mais ser alcançado em três jogos pelo Grêmio Prudente, que tem 28 pontos e é o primeiro time fora do G-4. O Botafogo segue com 25, na sétima posição, mas ainda na briga por uma das outras três vagas nas semifinais. Na próxima rodada o time da Vila Belmiro encara o Monte Azul, às 18h30m, em casa, e o Botinha recebe o Sertãozinho no mesmo horário, também no domingo. O Santo André, com 36 pontos, também assegurou a classificação nesta quinta, ao vencer o Monte Azul por 3 a 0 ( saiba mais ).

Pinguim e Macaco nas comemorações

Sem Robinho, em recuperação de uma inflamação muscular na coxa esquerda, e Neymar, suspenso, o Peixe apostou em Ganso, Madson e André para conseguir a vitória. Mas a primeira chance foi do adversário em um chute de longe de Adriano, logo no primeiro minuto. Aos sete, o primeiro lance polêmico: Madson chutou, Wéverton defendeu e a bola sobrou para Ganso completar para o gol. Mas o árbitro anulou e marcou impedimento de forma incorreta.

O técnico Dorival Junior reclamou muito, mas não adiantou. E o Santos seguia tentando abrir o placar. Aos 13, Ganso deu lindo passe de calcanhar para Madson, que adiantou demais a bola e perdeu a oportunidade. O visitante tinha mais qualidade, mas o Botafogo, bem organizado, equilibrava a partida.

Assista aos gols da partida:

Aos 27, Madson isolou uma cobrança de falta. Um minuto depois, William assustou Felipe ao soltar uma bomba de fora da área. O gol do Peixe com a primeira comemoração "animal" saiu aos 42 minutos: Ganso recebeu de Arouca e chutou de primeira, sem chances para Wéverton: 1 a 0 para o Santos, e imitação de pinguins pelos jogadores.

Mas em dois minutos Edu Dracena colocou o próprio time em uma gelada ao cometer pênalti sobre Adriano. Aos 44, Ademir Sopa cobrou no canto esquerdo de Felipe e marcou: 1 a 1, com imitação de macaco pelos atletas do Botafogo.

Marquinhos decide para o Peixe

As equipes não alteraram peças para o segundo tempo, e o jogo seguiu equilibrado e com boas chances para os dois lados. Logo aos três minutos, o segundo lance polêmico contra o Santos: André foi derrubado na área por Cleiton, mas o árbitro não assinalou o pênalti. Dorival Junior foi novamente à loucura.

Aos dez, Felipe precisou fazer uma defesa difícil após a bela conclusão de Andrezinho. A resposta do Peixe veio aos 11, quando Madson cruzou para Marquinhos, um pouco desequilibrado, desviar a bola para o gol de Wéverton: 2 a 1.

A história do primeiro tempo se repetiu, e o Botafogo empatou dois minutos depois com Adriano, de cabeça: 2 a 2. O Santos precisou de cinco minutos para ficar à frente no placar novamente: e o gol foi mais uma vez de Marquinhos, que aproveitou o cruzamento de George Lucas para cabecear de leve a bola em direção ao gol de Wéverton: 3 a 2 para o Peixe.

O visitante ainda teve mais um gol anulado de Madson por impedimento, desta vez em um lance bastante difícil. Junior não reclamou tanto. Aos 34, André recebeu uma bola pela direita, mas se atrapalhou e desperdiçou uma oportunidade. O dono da casa ainda fez mais um gol, mas que foi acertadamente anulado por impedimento.

Aos 44, Zé Eduardo, que havia entrado no lugar de Madson, fez uma bela jogada individual pelo lado esquerdo, driblou Cleiton e chutou para fazer o quarto do Peixe: 4 a 2. Após um jogo com disputa bastante acirrada, o quarto gol permitiu que a torcida do Peixe soltasse o grito de "olé".

veja também