MENU

São Caetano é bicampeão no Grand Prix Feminino de judô

São Caetano é bicampeão no Grand Prix Feminino de judô

Atualizado: Segunda-feira, 15 Dezembro de 2008 as 12

São Caetano é bicampeão no Grand Prix Feminino de judô

O São Caetano conquistou neste domingo, dia  14 de dezembro, em Belo Horizonte (MG), o bicampeonato do Grand Prix Nacional Feminino de judô, principal competição de clubes por equipes do país. O time do ABC paulista bateu na final a Universidade Gama Filho por 3 lutas a 1, com vitórias de Maria Suelen (+70kg), Juliene Aryecha (-57kg) e Danielli Yuri (-63kg). A medalha de bronze ficou com o Uptime/Betim, que superou o Esporte Clube Pinheiros.

O confronto da final teve início na categoria +70kg, com Maria Suelen contra Deborah Souza. Veloz, Suelen encaixou em sete segundos um golpe que resultou num ippon, abrindo o placar para o São Caetano. Na seqüência, Daniela Polzin venceu Mariena Nascimento por ippon e deixou empatada a disputa. No terceiro combate, Juliene Aryecha superou Katherine Campos por koka e colocou novamente o Azulão na frente. No combate decisivo, Danielli Yuri superou por ippon Bárbara Timo e fechou o placar da final.

"Nossa equipe é 100% coração. Viemos na raça disputar o Grand Prix e fomos campeãs. Sofremos o desfalque de atletas importantes, como Edinanci Silva, mas nos superamos e chegamos ao bicampeonato. Inclusive eu vou operar o joelho direito ainda este ano, mas não queria ficar de fora de um momento como este", diz Juliene Aryecha.

1Titular da equipe olímpica brasileira, Danielli Yuri também destacou a união do time paulista. "Somos uma família. A maioria das meninas do São Caetano é de fora e somos muito apegadas. Estou muito feliz e agora posso finalmente curtir umas férias", conta Yuri.

Na disputa de terceiro lugar, Amanda Macedônio (Betim) e Helena Ribeiro (Pinheiros) abriram a disputa entre Uptime/Betim e Esporte Clube Pinheiros. Amanda conseguiu um yuko quando restava apenas um segundo para o fim e colocou a equipe mineira na frente. Sem poder contar com Aline Púglia, que no sábado sofreu uma lesão no ombro, o Pinheiros perdeu a disputa no +70kg por fusengashi (W.O). Após o empate entre Sarah Menezes e Rosane Aparecida, Mariana Albuquerque diminiu a diferença com um wazari em favor do Pinheiros. Porém, com o empate entre Erica Moraes e Vânia Ishii, Betim ficou com o bronze.

"O evento foi maravilhoso e estou muito feliz de ter participado. Volto renovada para a luta olímpica após competir em algo de tão alto nível", revela Rosangela Conceição, uma das principais contratações da equipe mineira para o evento.

Neste ano o Grand Prix feminino foi disputado com os oito clubes divididos em duas chaves. Os dois mais bem colocados avançaram para as semifinais. Os confrontos foram nos pesos -52kg, -57kg, -63kg, -70kg e +70kg.

Campeões do GP Feminino:

2005 - São Caetano

2006 - Pinheiros

2008 - São Caetano

veja também