MENU

São Paulo adota 'vigília' para cuidar de atletas em momentos decisivos

São Paulo adota 'vigília' para cuidar de atletas em momentos decisivos

Atualizado: Terça-feira, 19 Abril de 2011 as 9:42

[ São Paulo dosa carga de treinos e cuida da cabeça dos atletas (Foto: João Neto / VIPCOMM)

  A um dia de iniciar uma série de jogos decisivos pela Copa do Brasil e Campeonato Paulista, o São Paulo cuida para que seus atletas não sofram com o desgaste físico e até mesmo mental. Como se seguisse uma espécie de "cartilha", a comissão de Paulo César Carpegiani, que inclui preparador físico, fisiologista e até psicólogo, tenta embutir na cabeça dos jogadores que a ansiedade e a força devem ser dosadas neste momento.

Em sete dias, o São Paulo terá pela frente dois desafios. Nesta quarta-feira, em Goiânia, a equipe começa a decidir uma vaga às quartas de final da Copa do Brasil, contra o Goiás. No domingo, o time enfrenta, em jogo único, a Portuguesa, em partida válida pelas quartas de final do Paulistão. Depois, na outra quarta, Carpegiani armará suas peças para o confronto de volta do torneio nacional, em São Paulo.

Caso o Tricolor Paulista avance nas duas competições, o time fará nove partidas no mês de maio. Durante esse tempo, o emocional dos atletas será colocado à prova, com jogos decisivos, o que preocupa o estafe tricolor.

- A recomendação é para que o atleta se cuide mais com a alimentação, descanse bem e tenha mais atenção aos sinais de lesões. Neste momento não tem de colocar carga de treino. Agora é a hora de o atleta ser profissional e consciente - avaliou Riva Carli, preparador físico do Tricolor.     O profissional explicou que, caso os atletas não sigam os procedimentos recomendados, o corpo pode reclamar. O primeiro alerta é a fadiga muscular, quando há um esforço excessivo. Na segunda etapa – e mais grave – pode levar o jogador a ter problemas na central do sistema nervoso.

- Na central o atleta pode levar até um mês para se recuperar. O seu estado emocional fica alterado, ele não consegue dormir e tem mudança de humor brusca. Quando está afetado desta maneira, ele perde a coordenação motora e a técnica acaba evaporando. Por isso ficamos em vigília para perceber qualquer tipo de alteração no atleta – afirmou.

Perto de ter mais uma oportunidade no time titular ao lado de Dagoberto, substituindo Fernandinho, Marlos afirma que toma todos os cuidados possíveis para não ter problemas durante os jogos. O meia-atacante afirmou que segue a risca as recomendações da comissão técnica.

- Antes do jogo a ansiedade é sempre grande, mas isso já chega a ser normal. Eu procuro me cuidar mais nessa época, fico mais atento à alimentação, durmo mais cedo para descansar mais, em vez de ficar até tarde acordado, como de costume – disse.        

veja também