MENU

São Paulo define parceiro que fará a cobertura do Estádio do Morumbi

São Paulo define parceiro que fará a cobertura do Estádio do Morumbi

Atualizado: Quinta-feira, 3 Novembro de 2011 as 10:39

O São Paulo garante que, enfim, encontrou um parceiro para levar adiante o sonho de construir uma cobertura para o estádio do Morumbi. O fechamento do consórcio foi revelado pelo assessor da presidência do clube, José Francisco Manssur, em entrevista ao canal Bandsports. O nome da empresa vencedora da obra, porém, é mantido em sigilo.                                                                                   Divulgação   Modelo da cobertura que deve ser colocada

Segundo Manssur, 12 empresas participaram da concorrência realizada na terça-feira e a escolhida ainda não foi informada. O clube prefere manter segredo para valorizar o evento de lançamento do projeto, que deve ocorrer nas próximas semanas. O dirigente anunciou o acordo durante o lançamento da TV Soberano.

A obra de cobertura do Morumbi terá um custo estimado entre 100 e 120 milhões de reais, mas ainda não tem um cronograma definido. Após o fechamento do contrato, o próximo passo será aguardar a autorização da prefeitura.

A expectativa do São Paulo é que o empreendimento tenha início em janeiro o ano que vem e esteja concluído em 18 meses - o clube ainda sonha em usar o estádio na Copa das Confederações, apesar de a cidade ter sido excluída do torneio pela Fifa. Nesta semana, o presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), Marco Polo Del Nero, disse que foi procurado por Juvenal Juvêncio, presidente do São Paulo, para dar apoio à iniciativa.

Além de trazer conforto e modernidade ao Morumbi, a cobertura tem como função principal amenizar o impacto dos shows realizados no local. Com isolamento acústico, o São Paulo espera acabar com as reclamações da vizinhança, que já resultaram até em medida judicial contra o clube.

O projeto incluiu ainda a adaptação do estádio a uma arena multiuso com capacidade para 25 mil pessoas, atrás de uma das goleiras, com o objetivo de receber shows menores. O consórcio vencedor terá direito a parte dos naming rights da nova arena.

veja também