MENU

São Paulo derrapa no Guarani, empata e perde 100%

São Paulo derrapa no Guarani, empata e perde 100%

Atualizado: Sexta-feira, 3 Fevereiro de 2012 as 8:13

O São Paulo já não é mais líder do Campeonato Paulista. Sem as principais figuras, a equipe ficou no empate por 1 a 1 contra o Guarani, nesta quinta-feira, no Morumbi. Desfalcados de Rogério Ceni, Luís Fabiano e ainda sem Jadson, os são-paulinos também não tiveram Lucas tão inspirado dessa vez e perderam, dentro de casa, os 100% dos primeiros três jogos da temporada.

Com 10 pontos, o São Paulo leva vantagem nos critérios de desempate contra o Paulista de Jundiaí e ocupa a segunda posição graças a Willian José, que encerrou jejum de quase um ano nesta quinta e fez o gol do time. O Guarani, que teve atuação valente e poderia até ter vencido, tem agora sete pontos, na quinta posição.

O Morumbi recebeu 9.407 torcedores, seu melhor público depois de três jogos na temporada. Mas com Rhodolfo como capitão e sem referências para auxiliar Lucas, o time alternou bons e maus momentos na partida, sobretudo ao ficar em desvantagem após só um minuto de bola rolando. O time igualou e poderia até ter virado com Maicon, Lucas e Ademílson, um dos estreantes da noite, mas empatou.

O empate do São Paulo quase sem estrelas 

Em seus melhores sonhos, o torcedor do São Paulo poderia esperar Rogério Ceni, Jadson, Osvaldo, Luís Fabiano e até Nilmar em campo nesta quinta, contra o Guarani, no Morumbi. Mas nenhum deles estava na partida em que Emerson Leão, em 2012, buscava a quarta vitória no Campeonato Paulista.

Sem Ceni e Luís Fabiano, lesionados, Osvaldo e Jadson, ambos com a estreia adiada por Leão, e Nilmar, cuja contratação não se concretizou, o São Paulo se virou com o que tinha. O técnico ainda promoveu uma novidade, mas bastante conhecida. Denílson foi barrado e Casemiro iniciou entre os titulares pela primeira vez desde 23 de outubro do ano passado.

A equipe são-paulina, novamente no sistema 4-2-3-1, teve ainda Cícero na armação, Lucas e Fernandinho abertos e Willian José como centroavante. Se a linha ofensiva não era de empolgar, foi a defesa que deu susto. O estreante Paulo Miranda formou a zaga com Rhodolfo, mas coube ao Guarani tomar as rédeas primeiro.

Logo com 1min, Danilo Sacramento escapou pela esquerda e, com a defesa tricolor desarrumada, cruzou na medida para Fumagalli escorar com tranquilidade e abrir o placar. O gol desestabilizou e o São Paulo, por pouco, não levou outro. Na cara de Denis, Fumagalli chutou por cima.
Mesmo sem dominar, o São Paulo conseguiu dar mais equilíbrio à partida e aos poucos tentou chegar à frente. As melhores chances pintaram com Cícero, de cabeça e de pé esquerdo, e o gol saiu aos 38min. Depois de escanteio, Rhodolfo recolheu pela direita e fez cruzamento venenoso para Willian José marcar após sua própria cabeçada. Foi o fim de um jejum de 11 meses e duas semanas.

O São Paulo, que ameaçara a virada com Lucas e Casemiro, voltou novamente instável. Bruno Recife quase deixou o Guarani em vantagem em enorme vacilo de Cortez, e os são-paulinos responderam com Rhodolfo após bola parada. Para Leão, muito pouco: Maicon entrou no lugar de Casemiro e Cícero foi recuado para ser volante. Willian José, apagado apesar do gol, cedeu lugar ao jovem Rafinha.

Perder o homem de área não fez bem ao São Paulo e Leão, em 11 minutos, já mudou novamente de estratégia. Fernandinho, em dia esquecível, deu lugar para outro estreante: Ademílson, 17 anos, assumiu o comando do ataque e a equipe melhorou.

Maicon bateu de longe e acertou o travessão, Lucas puxou contragolpe e quase fez e Maicon, de novo de fora, assustou. Ademílson, livre na entrada da pequena área, recebeu cruzamento perfeito de Piris e escorou de cabeça, por cima do gol. Foi a última chance do São Paulo, que pressionou, ofereceu espaços e acabou mesmo com empate.

Ficha técnica

SÃO PAULO 1 x 1 GUARANI

Gols

SÃO PAULO:
Willian José, aos 38min do primeiro tempo 

GUARANI:
Fumagalli, a 1min do primeiro tempo

SÃO PAULO: Denis; Piris, Paulo Miranda, Rhodolfo e Cortez; Wellinton e Casemiro (Maicon); Lucas, Cícero e Fernandinho (Ademílson); Willian José (Rafinha)
Treinador: Emerson Leão

GUARANI: Emerson; Oziel, Domingos, André Leone (Neto) e Bruno Recife; Wellington Monteiro; Fábio Bahia e Danilo Sacramento; Fumagalli (Bruno Peres); Fabinho (Valdo) e Ronaldo 
Treinador: Osvaldo Alvarez

Cartões amarelos

SÃO PAULO: Wellington 
GUARANI: Danilo Sacramento, Domingos

Árbitro 
Cássio Luiz Zancopé (SP)

Público e renda
9407 pagantes / R$ 229.965,00

Local 
Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)

veja também