MENU

São Paulo desiste de contratação de Nilmar

São Paulo desiste de contratação de Nilmar

Atualizado: Sexta-feira, 3 Fevereiro de 2012 as 8:50

A novela Nilmar acabou com final triste para o torcedor do São Paulo. Como o empresário do atacante, Orlando da Hora, negou-se a aceitar o valor salarial proposto pelo Tricolor, a diretoria deu a negociação como encerrada na tarde desta quinta-feira. Ao menos por enquanto, uma vez que o clube ainda trabalha com a chance de o agente chegar a um acordo financeiro.

Com o Villarreal-ESP já havia acordo, e a contratação custaria entre 8 e 10 milhões de euros (o valor exato não foi revelado). O São Paulo pagaria parte com recursos próprios, parte através de um MOP (sigla em inglês para "My Own Player", ou "meu próprio jogador", em português), fundo de investidores que, em troca, ficaria com parte dos direitos de Nilmar.

- Infelizmente não houve acerto com o agente do jogador para termos êxito total na negociação, o que nos faz desistir por agora de concretizarmos o negócio - disse o diretor de futebol do São Paulo, Adalberto Baptista.

- O agente e o jogador têm todo o direito de buscar o máximo de benefícios na hora de um novo contrato, mas o São Paulo Futebol Clube não pode fugir de sua política salarial, que há anos vem sendo executada. Isso traz ao clube um equilíbrio financeiro que chega a ser invejável em dias em que tanto ouvimos falar de atrasos e não pagamentos de salários - emendou o dirigente.

Segundo o próprio Adalberto, as conversas começaram em 2011, e Nilmar vinha se mostrando empolgado em se transferir para o São Paulo. Depois da liberação do Villarreal, o acerto com o jogador ficou perto de ocorrer, mas a pedida salarial foi mesmo o entrave.

- Desde o ano passado o Nilmar, em contatos comigo e com o Milton Cruz, mostrava um grande desejo de vestir a camisa do São Paulo. Sendo que o grande empecilho até então sempre foi o Villareal. Desta vez a parte mais difícil da negociação, que foi o acerto entre os clubes, apesar de morosa e trabalhosa, foi satisfatória, e tínhamos chegado a um bom termo dentro das possibilidades financeiras do São Paulo. Havíamos inclusive desenvolvido junto com o MOP um sistema de "crowfunding" para obter recursos e viabilizar a transação que com certeza seria um grande sucesso - disse.

O São Paulo ofereceu a Nilmar um salário "top", no nível de Luis Fabiano e Jadson. Mas o que o empresário Orlando da Hora pediu ia além do teto estipulado pela diretoria.

- O São Paulo tem um teto salarial e, se fugisse do mesmo, estaria sendo injusto com jogadores que tanto esforço fizeram para defender nossas cores, como Luis Fabiano e Jadson, que no auge de suas carreiras e com propostas de grandes clubes europeus aceitaram nossos limites e as condições estabelecidas.

Adalberto ressaltou, porém, que o fim das negociações neste momento não significam que "o sonho acabou". O São Paulo ainda pode voltar a negociar com Nilmar no futuro.

- O Nilmar é e sempre será um grande sonho de consumo da coletividade são-paulina, e esperamos quem sabe um dia poder realizá-lo.

O dirigente afirmou que, apesar do fracasso nas negociações com Nilmar, o elenco está fechado e a diretoria não vai atrás de mais reforços.

- Temos certeza de que todas as contratações e dispensas que fizemos para o início desta temporada deixaram o time altamente qualificado para conquistar todos os títulos que viermos a disputar neste ano.

veja também