MENU

São Paulo e Palmeiras empatam em clássico tenso

São Paulo e Palmeiras empatam em clássico tenso

Atualizado: Domingo, 27 Fevereiro de 2011 as 7:31

O Choque-Rei deste domingo por pouco não ocorreu. O temporal que atingiu a cidade deixou o Morumbi “submerso”, criando piscinas para a diversão de alguns torcedores e atrasando o início da partida em 1h10. Para piorar, a energia caiu no 1º tempo e paralisou o duelo por 15 min. Quando houve jogo, São Paulo e Palmeiras empataram por 1 a 1 em clássico tenso.

Fernandinho marcou o gol do São Paulo, que teve Alex Silva expulso aos 13 min da 2ª etapa. Adriano empatou para os palmeirenses.

Ver em tamanho maior São Paulo x Palmeiras Foto 16 de 45 - Torcedor mergulha no vão alagado da arquibancada do Morumbi. O clássico foi atrasado por conta do temporal. Depois de 50 minutos, a partida foi autorizada. Mais Fernando Pilatos/UOL Com o empate, o São Paulo mantém amplo domínio sobre o Palmeiras no Morumbi. O time tricolor completou 17 jogos sem perder para o rival no Morumbi. São 11 vitórias e seis empates. O último triunfo do Palmeiras no campo do adversário ocorreu em 2002, duelo marcado pelo gol de placa do meia Alex.

A boa drenagem do Morumbi minimizou os estragos causados pela forte chuva. O futebol transcorreu normalmente, algo inimaginável uma hora antes do início do clássico.  

Curiosamente, um dia antes do clássico, o presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, anunciou intenção de investir na reforma do Morumbi, colocando cobertura no estádio . O plano da diretoria tricolor visa inserir o Morumbi na Copa do Mundo de 2014.

Para o duelo Choque-Rei deste domingo, Carpegiani deixou Rivaldo na reserva. Ceni superou dores cervicais e confirmou participação no jogo.

Felipão apostou na dupla Valdivia e Kleber. Lincoln não foi nem relacionado e está fora dos planos do treinador.

PRINCIPAIS LANCES DO CLÁSSICO LEIA MAIS NOTÍCIAS DO SÃO PAULO NO UOL LEIA MAIS NOTÍCIAS DO PALMEIRAS NO UOL CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO PAULISTA O clássico começou quente. Logo no 1º minuto, Valdivia acusou Miranda de pisar nos seus dedos. O chileno revidou com uma cabeçada. O árbitro foi complacente e apenas advertiu ambos verbalmente. O zagueiro tricolor recebeu cartão três minutos depois, após derrubar Valdivia.

Em jogada característica, Fernandinho avançou pela esquerda, se preparando para o chute. O atacante soltou uma bomba dentro da área, marcando o gol aos 25 minutos do primeiro tempo.

A energia do Morumbi caiu durante a comemoração de Fernandinho. O Palmeiras criticou a arbitragem, alegando que Deola teve sua visibilidade dificultada no momento da finalização do atacante. O São Paulo rebateu dizendo que o refletor apagou logo após o gol de Fernandinho.

Foram quase 15 min de paralisação. A luz reacendeu, reiniciando o clássico na etapa inicial.

O Palmeiras teve excelente chance de empatar, mas Thiago Heleno furou o chute, dentro da área, aos 54 min de 1º tempo.

O campo não apresentava mais qualquer sinal de alagamento no 2º tempo.

O clássico continuou tenso na etapa complementar. Miranda e Kleber discutiam em campo. A cada lance envolvendo o atacante palmeirense, os jogadores do São Paulo cobravam o árbitro, pedindo cartão amarelo ao camisa 30.

No jogo da guerra de nervos, o Palmeiras levou a melhor. Alex Silva foi expulso aos 13 min da 2ª etapa por empurrar Adriano sem bola.

Em seguida, Marcos Assunção foi advertido com cartão amarelo. O São Paulo queria a expulsão do volante.

Felipão sacou Assunção, temendo que ele fosse expulso, e colocou João Vitor. A equipe aumentou o volume ofensivo. Tinga quase empata. Ele finalizou com força dentro da área, mas Ceni fez grande defesa. Valdivia também parou no goleiro são-paulino.

Já o São Paulo se retraiu, tentando explorar o contragolpe. Isolado no ataque, Dagoberto criou boas jogadas em tabela com Lucas, mas a defesa alviverde impedia as finalizações. Rivaldo e Willian José entraram restando aos 36 min.

Confirmado para o Choque-Rei pouco antes do jogo, Rogério Ceni fez milagre aos 37 min do 2º tempo. Foram duas grandes defesas seguidas, ambas em finalizações de Adriano.

Um minuto depois, Adriano venceu Rogério Ceni. Com o pé esquerdo, o palmeirense empatou a partida. Na comemoração, o atleta tentou imitar Michael Jackson.

O Palmeiras partiu com tudo em busca do gol da virada, mas não conseguiu. O São Paulo se fechou, aguardando o apito final.  

veja também