MENU

São Paulo para em Vanderlei, fica no zero com o Coxa e vê título longe

São Paulo para em Vanderlei, fica no zero com o Coxa e vê título longe

Atualizado: Segunda-feira, 24 Outubro de 2011 as 8:21

Os resultados da rodada do Campeonato Brasileiro até ajudaram, mas o São Paulo não consegue se livrar dos próprios erros. Neste domingo, no Morumbi, o time fez um primeiro tempo fraco, martelou no segundo, mas parou em tarde inspirada do goleiro Vanderlei e não saiu do 0 a 0 contra o aplicado Coritiba. O Tricolor não perdeu posição na tabela, mas, em sexto lugar, segue fora da zona de classificação para a Taça Libertadores. A equipe paulista perdeu chances demais para quem ainda sonha com o título nacional.

O empate levou a equipe do interino Milton Cruz aos 49 pontos, a oito de distância para o Vasco, líder e adversário da próxima rodada. O momento ruim continua mesmo depois da saída do técnico Adilson Batista: já são sete jogos sem vencer pela competição. A última veio no já distante 17 de setembro, 4 a 0 sobre o Ceará.

Com o resultado, o Coritiba atinge os 42 pontos e fica em posição relativamente confortável, longe da zona de rebaixamento, longe da Libertadores. Os comandados de Marcelo Oliveira só querem assegurar uma das vagas para a Copa Sul-Americana de 2012.

Na próxima rodada, o São Paulo visita o líder Vasco no domingo, às 16h (de Brasília), em São Januário. Antes, na quarta-feira, enfrenta o Libertad-PAR, em Assunção, pelo jogo de volta das oitavas de final da Sul-Americana - o jogo de ida terminou 1 a 0 Tricolor. No domingo, às 18h, o Coritiba recebe o lanterna América-MG no Couto Pereira.

Tricolor travado   Lucas tenta superar Léo Gago no Morumbi

(Foto: Idário Café/VIPCOMM)   O Coxa entrou em campo para travar o jogo, e conseguiu cumprir essa missão por boa parte do primeiro tempo. Willian travou duelo com Lucas, enquanto Luis Fabiano ficou isolado entre os zagueiros Jeci e Emerson. Apagado, Dagoberto pouco fez. E Casemiro, escolhido por Milton Cruz para substituir o suspenso Denílson, mostrou que a má fase ainda prejudica seu futebol – o volante só apareceu quando acertou uma cotovelada (sem querer) no meia Rafinha.

Percebendo que a bola não chegaria ao ataque, Luis Fabiano recuou para buscar o jogo e deixou o Tricolor sem opção lá na frente. Mesmo assim, foi o camisa 9 quem participou dos poucos momentos de brilho do desorganizado time da casa. A técnica apurada do Fabuloso apareceu em dois lances, quando deixou Juan e Casemiro na cara do gol. Os dois, porém, erraram o alvo. Pelo meio, Lucas teve mais fôlego depois que Willian levou cartão amarelo, e quase abriu o placar – Vanderlei salvou o Coritiba.

Aos poucos, os paranaenses desataram o nó que eles mesmos construiram no meio-campo. Marcelo Oliveira deixou Willian resguardando o lado direito da defesa e liberou Jonas para atacar. Pelo setor, o lateral dominou Cícero e Juan e investiu nas jogadas aéreas com Bill, que não aproveitou qualquer chance.

Nas arquibancadas, a torcida foi tão morna quanto o jogo. Sem lances de maior perigo, ficou difícil animar os tricolores. Para piorar, Lucas sofreu um corte na perna direita após disputa com Lucas Mendes, aguentou o restante do primeiro tempo, mas acabou substituído no intervalo por Marlos.     Com apenas duas finalizações, Luis Fabiano tem atuação discreta no jogo (Foto: Idário Café/VIPCOMM)   Só faltou o principal...

E não é que a entrada de Marlos fez o São Paulo melhorar? Normalmente criticado pela torcida, o meia ocupou a mesma faixa de campo de Lucas, aberto pelo lado direito, e por ali conseguiu armar jogadas perigosas com Luis Fabiano e Dagoberto. O Tricolor avançou todas as suas linhas e empurrou o Coxa para o próprio campo de defesa. O time cresceu, passou a arriscar chutes de longe, mas parou no goleiro Vanderlei.

O São Paulo parou de errar passes, mas a desorganização seguiu em campo. Em meio ao sufoco, o zagueiro Rhodolfo virou ponta-direita, Luis Fabiano se tornou meia e Dagoberto fez as vezes de centroavante. Assim estava difícil abrir o placar. Foi quando Milton Cruz resolveu mexer: sob vaias da torcida, Casemiro deu lugar a Jean. Na frente, Fernandinho entrou na vaga de Cícero para o time poder investir mais pelo lado esquerdo.

A pressão aumentou, mas faltou o detalhe final que resultaria em gol. Depois dos 30 minutos, o nervosismo ficou ainda maior. O São Paulo mais uma vez foi ajudado pelos resultados de outros jogos da rodada, mas novamente não ajudou a si mesmo. Empate sem gols que não agradou nem mesmo ao Coxa, cada vez mais consolidado na zona intermediária da tabela.             Vídeo: Youtube

veja também