MENU

São Paulo pega Universitario e defende hegemonia pós-2004 sobre gringos

São Paulo pega Universitario e defende hegemonia pós-2004 sobre gringos

Atualizado: Terça-feira, 4 Maio de 2010 as 8:57

No title Na Copa Libertadores, o São Paulo não sabe o que é ser eliminado por um rival estrangeiro desde 2004. Nesta terça-feira, a partir das 19h30, o clube tricolor recebe no Morumbi o Universitario-PER, jogo de volta das oitavas de final, e a missão é ampliar a supremacia sobre times estrangeiros em duelos de mata-mata pelo torneio continental.

A última vez que os são-paulinos sucumbiram diante de gringos pela Libertadores aconteceu há seis anos, quando a equipe do então técnico Cuca foi eliminada pelo Once Caldas, da Colômbia, nas semifinais. Em 2005, o time de Paulo Autuori sagrou-se campeão. A partir de 2006, os comandados de Muricy Ramalho sofreram nas mãos de brasileiros – perderam a final para o Internacional em 2006, as oitavas para o Grêmio em 2007, as quartas para o Fluminense em 2008 e para o Cruzeiro em 2009.

Os peruanos apresentaram fragilidades na partida de ida, que terminou 0 a 0 em Lima, na última quarta-feira. Por isso, um triunfo simples em casa classifica os paulistas na noite desta terça. Um empate com gols favorece os visitantes, enquanto um novo 0 a 0 leva a disputa para os pênaltis.

"Em casa, o São Paulo tem que ser favorito, sim, e fazer por onde merecer a vitória. Esperamos casa cheia para fazer um grande jogo e buscar a vitoria", observou o zagueiro Miranda, na véspera do duelo. A expectativa é para um público de aproximadamente 40 mil pessoas no Morumbi.

Já Ricardo Gomes procurou nas estatísticas um ponto forte do concorrente. Assim como o São Paulo, o Universitario sofreu apenas dois gols em sete confrontos na atual edição do torneio internacional. Além disso, está invicto, com dois triunfos e cinco empates.

"Os números falam pelo Universitario. É a melhor defesa junto com o São Paulo e tem uma estrutura de jogo baseada no sistema defensivo. Isso é uma verdade, não estamos inventando", comentou o treinador.

"É preciso respeito ao adversário. Não se trata de um grande time, mas acumulou bons resultados dentro de uma chave equilibrada com Lanús e Libertad", completou Gomes. A equipe de Lima ficou em segundo no Grupo 4 e eliminou o Lanús, da Argentina.

Suspenso, Richarlyson é o único desfalque brasileiro. Junior Cesar o substitui na lateral-esquerda. Do outro lado, Cicinho chegou a ser dúvida por conta de uma luxação no ombro, mas treinou normalmente nos dois últimos dias e praticamente foi confirmado por Ricardo Gomes.

"Conversei bastante com o Cicinho e com o departamento médico. Ele passará por uma nova avaliação [nesta terça], mas as chances aumentam para iniciar a partida", revelou Ricardo Gomes.

Do outro lado, o técnico Juan Reynoso repetirá a mesma escalação adotada no jogo de ida. O goleiro Raúl Fernández e o zagueiro John Galliquio seguem como baixas, já que a diretoria não conseguiu reverter a suspensão imposta pela Conmebol por causa de uma briga na Argentina com atletas do Lanús.

SÃO PAULO X UNIVERSITARIO-PER

Data: 4/5/2010, terça-feira

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)

Horário: às 19h30 (de Brasília)

Transmissão na TV: Sportv e Bandsports

Árbitro: Carlos Torres (do Paraguai)

Assistentes: Milcíades Saldívar e Carlos Cáceres (ambos do Paraguai)

SÃO PAULO

Rogério Ceni; Cicinho, Alex Silva, Miranda e Junior Cesar; Rodrigo Souto, Hernanes, Jorge Wagner e Marlos; Dagoberto e Washington

Técnico: Ricardo Gomes

UNIVERSITARIO-PER

Luis Llontop; Giancarlo Carmona, Renzo Revoredo, Carlos Galván e Jesús Rabanal; Antonio Gonzales, Rainer Torres, Rodolfo Espinoza e Johan Vásquez; Piero Alva e Victor Piriz

Técnico: Juan Reynoso

Por Carlos Padeiro

veja também