MENU

São Paulo recebe Taça das Bolinhas nesta segunda-feira

São Paulo recebe Taça das Bolinhas nesta segunda-feira

Atualizado: Segunda-feira, 14 Fevereiro de 2011 as 9

Quase um ano depois da decisão tomada pela CBF em abril de 2010, o São Paulo irá receber a Taça das Bolinhas por ser considerado oficialmente o primeiro clube a conquistar cinco vezes o tíítulo de campeão brasileiro (1977,1986,1991, 2006 e 2007). A Caixa Econômica Federal, criadora do troféu, realizará a entrega nesta segunda-feira, às 11h, no auditório do Tribunal Federal Regional.

O presidente Juvenal Juvêncio receberá a taça da presidente da Caixa, Maria Fernanda Ramos Coelho. Também participa da entrega o ministro do Esporte, Orlando Silva.

Durante o período em que foi o troféu oficial dos campeões brasileiros, a peça ficava com o clube vencedor para exposição ao público e retornava à Caixa, proprietária da taça. No entanto, a partir de 1992, a cerimônia de entrega do troféu não foi mais realizada em atendimento a um pedido da CBF por conta da polêmica sobre o campeão brasileiro de 1987. Desde então, a taça ficou em um cofre da Caixa, sendo recentemente restaurada para a entrega.

No fim do ano passado, quando a CBF decidiu unificar os títulos nacionais conquistados antes de 1971, o Flamengo tinha esperança de que a Copa União de 1987 fizesse parte da cerimônia. Na ocasião, o presidente da entidade, Ricardo Teixeira, disse que não poderia fazê-lo por conta da decisão judicial que considera o Sport campeão naquele ano. Patrícia Amorim, presidente do Flamengo, respondeu com ironia ao dirigente e prometeu lutar na justiça pelo reconhecimento.

No site oficial tricolor, Juvenal Juvêncio publicou neste domingo uma carta para dar satisfação a Patrícia Amorim sobre o caso. Juvenal e Patrícia foram aliados na última eleição do Clube dos 13, ajudando a eleger Fábio Koff. Além da recente proximidade política, existe o delicado fato de a diretoria do São Paulo ter se engajado na criação da Copa União de 87, ano em que os clubes decidiram organizar o campeonato nacional sem a CBF. Na carta, Juvenal é respeitoso, elogia Patrícia, mas diz que não pode abrir mão de um troféu "que materializa o símbolo de algumas das mais importantes conquistas  desportivas dessa entidade". Ao mesmo tempo, faz um afago aos rubro-negros, afirmando que "ninguém há de negar, especialmente o SPFC, que teve a honra de participar da própria concepção da competição e ter dela feito parte, a importância e o significado da conquista da Copa União de 1987".

O troféu Caixa Econômica Federal foi criado em 1975, por meio de um concurso vencido pelo artista plástico Maurício Salgueiro, e é composto de 156 esferas de ouro e prata.

veja também