MENU

São Paulo vence e avança como primeiro do grupo

São Paulo vence e avança como primeiro do grupo

Atualizado: Quinta-feira, 22 Abril de 2010 as 12

Com um gol de Fernandinho, o São Paulo venceu o Once Caldas por 1 a 0, na noite desta quarta-feira, no Morumbi, e passou às oitavas de final da Libertadores como líder do Grupo 2. Mas, apesar do resultado, a noite não foi nada boa para o técnico Ricardo Gomes, que ouviu vaias e gritos de burro . O treinador foi hostilizado antes mesmo do início da partida.

Com o resultado, o São Paulo chegou aos 13 pontos e aguarda agora o fechamento da primeira fase nesta quinta para saber quem será o adversário das oitavas. O Once Caldas terminou com 11 e também está na próxima fase.

Vaias antes de o jogo começar e gol de Fernandinho

A recepção ao técnico Ricardo Gomes não foi boa. A torcida, que foi em peso ao estádio (50.461 pagantes), vaiou o treinador quando o nome dele apareceu no placar eletrônico. Washington, que durante a semana criticou o técnico por ter ficado na reserva no segundo jogo contra o Santos, pela semifinal do Paulistão, até recebeu vaias inicialmente, mas com bem menos intensidade. Durante a partida, viu a arquibancada ficar a seu lado quando entrou em campo no segundo tempo, no lugar de Jorge Wagner. O outro hostilizado foi Richarlyson que, mesmo assim, seguiu improvisado na lateral esquerda.

A opção de Gomes foi por um ataque mais leve e rápido com Dagoberto e Fernandinho, e o retorno de Marlos, que não enfrentou o Santos por estar suspenso. A combinação gerou muitas chances para o Tricolor logo no começo da partida. Dagoberto perdeu duas na pequena área, aos dois e aos quatro minutos, a primeira com os pés, e a segunda de cabeça.

O Once Caldas, que começou a partida como líder do Grupo 2, com um ponto a mais do que o Tricolor, veio ao Morumbi para tentar pelo menos um empate. Mas Moreno quase deixou o time colombiano à frente no marcador aos dez minutos. Ele ganhou na corrida de Miranda e aproveitou de cabeça um lançamento de Arias. A bola passou pertinho da trave de Rogério Ceni.

O ataque tricolor seguiu com boas chances desperdiçadas. Aos 29, Hernanes cobrou falta e obrigou Martinez a espalmar. A resposta colombiana se deu um minuto depois: Santoya invadiu a área e só não chutou a gol porque Cicinho impediu. O lateral vibrou muito e a torcida gritou o nome dele.

Confira os melhores momentos da partida:

Os coros de parte dos torcedores para que Washington entrasse começaram por volta dos 35 minutos. Mas o São Paulo, que até então havia perdido grandes oportunidades, finalmente viu o ataque veloz funcionar. Aos 39, Dagoberto lançou Marlos que, na pequena área dominou, livrou-se de um marcador e tocou para Fernandinho, que chegava de trás, enchendo o pé: 1 a 0 para o Tricolor.

Gomes ouve gritos de burro, mas coloca Washington

O técnico Juan Carlos Osório, sabendo que perdia a liderança do Grupo 2 para o Tricolor, resolveu colocar mais um jogador ofensivo na equipe. Voltou do intervalo com o meia-atacante Cárdenas no lugar do lateral Pérez. E conseguiu preocupar a defesa do São Paulo, que recuou. O visitante começou a aproveitar as laterais. Ceni passou a ser acionado. Fez uma bela defesa, aos quatro, e segurou outra bola alta aos nove.

Vendo que o São Paulo começava a deixar o Once Caldas chegar, Gomes resolveu reforçar a defesa. E colocou Jean, tirando Fernandinho. A torcida não gostou nada de ver um atacante sair para a entrada de um volante e chamou o técnico de burro. A situação piorou quando Castrillón cabeceou na trave esquerda de Ceni. O coro engrossou e foi ouvido por todo o estádio.

A torcida só aplaudiu quando Gomes resolveu chamar Washington, que entrou no lugar de Jorge Wagner. Com a entrada do camisa 9, o São Paulo voltou a ter dois atacantes de origem na frente e Marlos retornou ao meio para a criação. O Tricolor até conseguiu chegar mais e procurava Washington em bolas altas. Os chutes de longe também eram uma boa opção. Jean arriscou de fora da área aos 31 e assustou Martínez.

Marlos irritou a torcida aos 39, ao não passar uma bola para Washington e tentar a jogada individual, perdendo na sequência. Os erros de passe no fim da partida também deixavam o torcedor impaciente. Washington disputou uma bola na corrida com o defensor do Once, mas não dominou. Ainda assim, recebeu apoio vindo das arquibancadas e terminou a partida com a massa a seu lado.

Por: Carolina Elustondo e Marcelo Prado

veja também