MENU

Saudade imperial: último gol de Adriano completa um ano

Saudade imperial: último gol de Adriano completa um ano

Atualizado: Sexta-feira, 20 Maio de 2011 as 9:38

  O império ruiu. Há exatamente um ano, Adriano marcava seu último gol em partidas oficiais, na despedida do Flamengo da Taça Libertadores, e iniciava o período mais difícil de toda a carreira. Disputar a segunda Copa do Mundo e recomeçar a vida na Europa jogando pelo Roma não passariam de sonhos. Não bastassem os problemas fora de campo e o pouco sucesso na Itália, o atacante começou seu calvário contra lesões que o tirariam de combate até o mês de setembro. É o Imperador com saudade do gol.

No dia 20 de maio de 2010, Adriano deu, aos 32 minutos do segundo tempo, a vitória ao Rubro-Negro contra o Universidad de Chile, pelas quartas de final da Libertadores. O triunfo por 2 a 1 de nada serviu. Os chilenos haviam vencido o primeiro confronto por 3 a 2, no Maracanã, e avançaram à fase seguinte por terem feito mais gols na casa do adversário.

Adriano já tinha decidido voltar à Europa para tentar reconstruir a carreira internacional. Desta vez, em baixa. Apesar de ter sido decisivo para o Flamengo conquistar o Campeonato Brasileiro de 2009, o jogador ficou fora da lista de Dunga para a Copa do Mundo. Antes de encarar o Corinthians, pelas oitavas da Libertadores, o atacante faltou a um treino sem qualquer explicação. No mesmo dia, o auxiliar Jorginho decidiu visitar o clube. Era o que faltava para o nome dele não estar na relação de convocados a viajar à África do Sul.

Adriano mata saudades do futebol ao ver os treinos do Corinthians do banco (Foto: Ag. Estado)

  Apresentado como uma estrela pelo Roma, em 9 de junho, Adriano ficou longe de recuperar o prestígio internacional que lhe rendeu o apelido de Imperador. O comportamento, grande preocupação do clube italiano, mudou. O atacante trocou as polêmicas e a agitação noturna, como acontecia no Internazionale, por uma vida mais pacata. Ele só não esperava por uma maré de azar e pelo desprezo do técnico Cláudio Ranieri.

A sequência de lesões começou logo na pré-temporada. Em agosto, pouco antes da estreia no Campeonato Italiano, Adriano sofreu um problema muscular na coxa direita durante um treinamento. A estreia, entrando no segundo tempo, aconteceu em 21 de agosto, na derrota por 3 a 1 para o Inter, pela decisão da Supercopa da Itália.        

veja também