MENU

Scolari prevê Timão dolorido por uns dias, mas recuperado no domingo

Scolari prevê Timão dolorido por uns dias, mas recuperado no domingo

Atualizado: Quinta-feira, 3 Fevereiro de 2011 as 12:28

Luiz Felipe Scolari acredita que sabe quais serão as sensações do Corinthians nos próximos dias, após a eliminação da equipe da pré-Libertadores. Depois da vitória sobre o Mirassol, que garantiu a ponta do Campeonato Paulista ao Palmeiras, o treinador afirmou que seu adversário de domingo, no Pacaembu, passará alguns dias doloridos. Mas o pentacampeão também crê que o seu principal rival em São Paulo estará forte no clássico pelo estadual.

Para ter noção do que passa o Corinthians, Felipão se apoia em uma lembrança de um passado recente. Em 2010, o Palmeiras foi eliminado pelo Goiás das quartas de final da Copa Sul-Americana. Scolari sabe que as competições têm dimensões distintas, mas acredita que o sentimento é o mesmo.

- Foi uma surpresa total. Eu disse antes do jogo que, se tivesse dez fichas para apostar, seis seriam no Corinthians, três no empate, e uma no Tolima (rival colombiano que eliminou o Timão). A eliminação frustra todo um trabalho, mas também dá a oportunidade de buscar outro objetivo, de começar novamente. Quando perdemos uma competição como essa, como perdemos para o Goiás - e claro que a dimensão é diferente da Libertadores - dói. Passa um dia, dois, uma semana, e se procura uma nova etapa de trabalho, alternativas dentro da gente. Mas esse primeiro baque é difícil. O Corinthians sabe que tem. Tenho certeza - disse o treinador palmeirense à Rádio Eldorado.

Sobre a liderança do Campeonato Paulista - o Palmeiras tem 16 pontos, dois a mais que o Santos - , Felipão evitou se empolgar com a colocação na tabela. Para ele, o que importa é a equipe conseguir estar entre as quatro melhores no fim da fase de classificação.

- O Palmeiras vai defender a classificação. Não queremos pensar em liderança. Temos 16 pontos, mas o que interessa é estar entre os quatro para conseguir alguma vantagem na sequência. E vamos jogar para isso - complementou o treinador palmeirense.

veja também