MENU

Seleção Brasileira de handebol faz ajustes finais para o Mundial da Croácia

Seleção Brasileira de handebol faz ajustes finais para o Mundial da Croácia

Atualizado: Segunda-feira, 12 Janeiro de 2009 as 12

Seleção Brasileira de handebol faz ajustes finais para o Mundial da Croácia

A Seleção Brasileira de Handebol Masculino está reunida no ABC Paulista para acertar os últimos detalhes antes do Campeonato Mundial que será disputado de 16 de janeiro a 1º de fevereiro, na Croácia.

Até quinta-feira, dia 8, os brasileiros treinarão no Ginásio Marlene José Bento, em São Caetano do Sul, em dois períodos: das 10h às 11h30 e das 17h30 às 19h. Na sexta-feira, dia 9, no período da manhã, a delegação brasileira embarca para a Europa, onde fará a última etapa de treinamentos e uma série de amistosos. O primeiro jogo está confirmado para terça-feira, dia 13, às 14h30, contra o time da cidade de Porec.

A Seleção Brasileira se reuniu entre 16 e 20 de dezembro para o Desafio Petrobras contra Cuba e etapa de treinamentos. "Durante as festas de final de ano, os jogadores tiveram uma folga e agora retornaram às atividades ainda mais motivados. Essa semana de treinamentos será um período importante para deixar o grupo homogêneo tanto na parte técnica quanto na parte física, já que os atletas que atuam na Europa estão no meio da temporada e os que jogam no Brasil estão no final. Vamos fazer esse ajuste e depois, quando chegarmos na Croácia, intensificaremos a parte tática. Inclusive, vamos disputar alguns amistosos, para fazer uma avaliação mais concreta e acertar a equipe para a estréia", disse o treinador.

O Brasil está no Grupo D, ao lado de Dinamarca, Noruega, Egito, Sérvia e Arábia Saudita. A estréia da equipe brasileira será no dia 17, às 16h15 (horário de Brasília), contra a Dinamarca. Depois, no dia 18, às 12h15, enfrenta os noruegueses, no dia 19 joga contra a Sérvia, às 13h, no dia 21, no mesmo horário, enfrenta Arábia Saudita e, encerra a sua participação na fase classificatória, no dia 22, às 14h15, contra o Egito.

"Estamos numa chave muito difícil. Os jogos contra as três equipes européias serão os mais fortes e complicados da fase classificatória, mas vamos tentar surpreender. Taticamente vamos manter o trabalho realizado durante o ciclo olímpico, além de algumas inovações. Apesar de ficar mais exposto, vamos arriscar e tentar uma defesa mais aberta contra os times europeus", comentou.

Já contra Egito e Arabia, Washington espera partidas mais equilibradas. "Vamos lutar muito por essas vitórias. Temos que vencer esses confrontos para almejar uma classificação para a segunda fase e melhorar a colocação das últimas edições, que é o nosso principal objetivo" - disse o treinador, se referindo ao 19º lugar, na Tunísia (2005) e na Alemanha (2007).

Nunes convocou um grupo jovem, sendo que dos 16 jogadores, 11 vão disputar um Mundial Adulto pela primeira vez. Com a ausência do armador Bruno Souza, que pediu dispensa devido a problemas particulares, os mais experientes do time são o goleiro Maik, o pivô Menta e o ponta Felipe Borges, que disputaram o último Mundial na Alemanha, além dos Jogos Pan-Americanos no Rio de Janeiro e as Olimpíadas de Pequim.

"É um grupo jovem, mas é uma equipe interessada que está empenhada e com muita vontade de disputar este campeonato. Os jogadores que estão aqui foram muito bem em seus clubes, estão em um bom momento, e espero que eles consigam manter a mesma atuação na Seleção Brasileira", concluiu o técnico Washington.

veja também