MENU

Sem a zaga do tri brasileiro, Rhodolfo vira o xerife da defesa do São Paulo

Sem a zaga do tri brasileiro, Rhodolfo vira o xerife da defesa do São Paulo

Atualizado: Sexta-feira, 27 Maio de 2011 as 9:31

A defesa do São Paulo passará por um novo momento a partir de agora. A zaga tricampeã brasileira, formada por Alex Silva e Miranda, está muito perto de ser desfeita. O primeiro já não joga mais pelo Tricolor, antes mesmo do final do seu empréstimo, marcado para 31 de julho. O segundo, que atualmente se recupera de uma lesão no tornozelo esquerdo, já tem data de despedida: 30 de junho, quando terminará o seu vínculo. Ele já acertou tudo com o Atlético de Madri (ESP) pelas próximas três temporadas.

Carpegiani conversa com Xandão e Rhodolfo durante o treino  (Foto: Marcelo Prado / GLOBOESPORTE.COM)

  Sem os pilares do time que levantou os canecos nacionais de 2006, 2007 e 2008 (nesse último Alex jogou apenas meio campeonato, já que foi negociado com o Hamburgo), a responsabilidade de comandar o novo setor caberá ao grandalhão Rhodolfo, que apesar de ter pouco tempo de clube, já virou unanimidade no Morumbi. Aos 25 anos, ele será o xerife do setor, que ainda conta com Xandão (24 anos), Luiz Eduardo (19 anos) e Bruno Uvini (19 anos).

A tarefa não assusta o ex-zagueiro do Atlético-PR, que chegou ao clube por indicação do técnico Paulo César Carpegiani.

Rhodolfo treino São Paulo (Foto: VIPCOMM)

  - Eu vou procurar conversar bastante. No Atlético, apesar de novo, eu também era o mais velho. Acho que tem que falar muito mesmo, vou tentar orientar o meio-campo para que não possamos tomar gols. A molecada vem dando conta do recado. No último jogo, mesmo com três desfalques, o grupo mostrou que tem bons zagueiros. Agora é procurar dar moral para eles – afirmou o jogador.

Rhodolfo diz que, a partir de agora, a meta será se entrosar com Xandão dentro do esquema 4-4-2. Sem Alex Silva e com Miranda fora de combate, Carpegiani tem adotado a formação com apenas dois zagueiros.

- O Xandão vive um bom momento e tem mostrado sua qualidade. Já joguei algumas vezes com ele no esquema com três zagueiros. Temos de pegar o entrosamento com o tempo. Estamos nos dando bem nos treinamentos, e espero colocar isso em prática na partida – ressaltou o camisa 4, já de olho na partida de sábado, contra o Figueirense, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.          

veja também