MENU

Sem chuva, Vettel passeia na Malásia, e Massa é o novo líder do campeonato

Sem chuva, Vettel passeia na Malásia, e Massa é o novo líder do campeonato

Atualizado: Domingo, 4 Abril de 2010 as 12

A tão esperada tempestade tropical na Malásia não veio e, finalmente, após duas corridas com problemas, a RBR pôde fazer seu passeio de domingo, no circuito de Sepang. Com facilidade, o alemão Sebastian Vettel superou o companheiro de equipe, Mark Webber, ainda na largada e rumou, sem ser ameaçado, para sua primeira vitória na temporada. O australiano chegou na segunda posição, e Nico Rosberg, da Mercedes, completou o pódio. Mas quem se deu bem na corrida foi Felipe Massa, após largar em 21º. Com o sétimo lugar, o brasileiro assumiu a liderança do campeonato com 39 pontos, dois à frente de Fernando Alonso, que teve o motor quebrado na penúltima volta.

Se a briga na ponta foi gelada, os pilotos da McLaren e da Ferrari fizeram uma excelente corrida de recuperação e conseguiram suas vagas na zona de pontuação. Lewis Hamilton, com um carro com mais velocidade nas retas de Sepang, conseguiu evoluir rapidamente, e terminou em sexto. Entretanto, ele teve de segurar uma branda pressão do brasileiro nas voltas finais.

Jenson Button foi superado por Felipe Massa, mas resistiu bravamente aos ataques de Alonso na parte final da corrida. O inglês da McLaren conseguiu a oitava posição. O espanhol, no entanto, sofreu com problemas na redução de marchas em seu câmbio desde a metade da corrida e acabou fora da prova com a falha mecânica em seu motor Ferrari. Michael Schumacher, que vinha em uma corrida discreta, teve problemas com sua roda traseira esquerda e foi forçado a abandonar a corrida. O piloto da Mercedes sequer conseguiu voltar aos boxes após a falha.

Rubens Barrichello teve problemas na largada com seu Williams e perdeu muitas posições. Ele terminou a corrida apenas em 12º, com um carro muito ruim nas retas. Já Lucas di Grassi (14º), da VRT, e Bruno Senna (16º), da Hispania, conseguiram chegaram ao fim de uma prova pela primeira vez na temporada de estreia na Fórmula 1.

O polonês Robert Kubica, da Renault, conseguiu outro excelente resultado, com a quarta posição. Completaram a zona de pontuação o alemão Adrian Sutil, da Force India, em quinto; o espanhol Jaime Alguersuari, da STR, em nono; e o alemão Nico Hulkenberg, da Williams, em décimo. Estes dois últimos marcaram pontos pela primeira vez na categoria.

Largada sem chuva

A chuva esperada para a largada não veio e o GP da Malásia começou com pista seca em Sepang. E os problemas mecânicos começaram antes mesmo do alinhamento no grid na reta dos boxes. Pedro de la Rosa, da Sauber, sofreu com uma falha de seu motor Ferrari e parou no meio do circuito. Com isso, o espanhol, que largaria em 12º, ficou fora da prova.

Na largada, Rubens Barrichello ficou parado com seu Williams e só arrancou depois, muito lentamente. O brasileiro caiu da sétima para a 18º posição por causa da falha. Na frente, Sebastian Vettel, que era o terceiro, pulou muito bem e dividiu a primeira curva com o companheiro Mark Webber, pole position. O alemão superou o australiano e assumiu a ponta.

Avanço rápido na corrida

Os pilotos da McLaren e da Ferrari, que largaram muito atrás, ganharam muitas posições já na primeira volta. Com uma excelente largada, por dentro, Lewis Hamilton e Felipe Massa pularam para a 13ª e 14ª posições, respectivamente, após saírem em 20º e 21º. Apesar de terem escolhido a linha errada, a de fora, Alonso e Button também subiram, mas ficaram imediatamente atrás de seus companheiros.

Na segunda volta, Hamilton conseguiu ultrapassar com facilidade Sebastien Buemi e ganhou a 12ª posição. Massa não teve a mesma tranquilidade e ficou preso atrás do suíço. Em seguida, Button tentou a ultrapassagem sobre o brasileiro, mas acabou sendo superado por Fernando Alonso, que se aproximou muito do companheiro de Ferrari.

Hamilton agressivo

Hamilton continuava a ganhar posições ao superar Jaime Alguersuari na quarta volta. No fim do pelotão, Timo Glock e Heikki Kovalainen se tocavam. O alemão da VRT foi para a caixa de brita e abandonou a corrida. Na oitava volta, o inglês da McLaren se aproximou de Vitaly Petrov para lutar pelo décimo lugar. Ele superou o russo antes da reta dos boxes, mas tomou o troco na curva seguinte. Ele conseguiu a ultrapassagem de novo em seguida, mas mudou de linha mais de uma vez na reta dos boxes e recebeu uma bandeira de advertência dos comissários.

Na nona volta, Kamui Kobayashi abandonou a corrida após a quebra do motor Ferrari da Sauber na primeira curva. Já Button deu o troco em Alonso e recuperava a 15ª posição. Mas o inglês da McLaren resolveu apostar em uma troca de pneus precoce, assim como na Austrália, quando venceu a prova, e parou nos boxes na passagem seguinte.

Schumacher quebra

Michael Schumacher, que vinha em uma corrida discreta, teve problemas com sua roda traseira esquerda e foi forçado a abandonar a corrida. O piloto da Mercedes sequer conseguiu voltar aos boxes após a falha. Hamilton, por sua vez continuava em sua batalha por posições. Ele entrou na briga pela sexto lugar, junto com Nico Hulkenberg e Vitantonio Liuzzi.

Sem previsão de chuva e já com os pneus trocados, Button voava na pista, enquanto os pit stops continuavam com Hulkenberg e Petrov. Liuzzi, que lutava por pontos, teve o carro recolhido à garagem após ficar muito lento.

Alonso com problemas

Atrás de Massa, Alonso tinha problemas na redução de marchas, mas seus tempos não se alteravam. Na frente, Vettel fez seu pit stop na 24ª volta e retornou na terceira posição. Webber parou na seguinte, mas ficou atrás de Hamilton, que já era o segundo colocado a esta altura, mas não tinha parado nos boxes.

Felipe Massa fez seu pit stop na 27ª e colocou os pneus macios. Ele ficou em nono, atrás de Button. Com isso, Alonso e Hamilton eram os únicos carros a não parar nos boxes. O inglês só entrou na 31ª passagem e voltou na sexta posição, logo à frente do companheiro.

Massa supera Button no fim

O brasileiro da Ferrari, com pneus novos, era cerca de dois segundos mais rápido que Button por volta. Ele reduziu a vantagem rapidamente, mas não conseguia a ultrapassagem. A McLaren tinha mais velocidade nas retas, complicando a vida de Massa. Enquanto isso, a Ferrari demorava a chamar Alonso para o pit stop, talvez esperando pela chuva, que não apareceu.

O espanhol só parou na 37ª volta e também colocou os pneus macios. Com Massa preso atrás de Button, Alonso começou a tirar dois segundos por volta dos rivais à sua frente. O brasileiro só conseguiu a ultrapassagem sobre o inglês da McLaren após dez voltas, mas, em seguida, abriu boa vantagem na sétima posição. A responsabilidade então ficou com o bicampeão mundial. Após uma ferrenha disputa, com direito a dois trocos de Button, a quebra de Alonso encerrou a briga.

Na frente, Vettel e Webber rumavam com tranquilidade para a dobradinha na Malásia. Apesar de ter feito a melhor volta da corrida a três voltas do fim da corrida, o australiano se manteve atrás do companheiro, sem tentar uma manobra mais ousada. No fim, a vantagem do alemão ficou pouco acima dos quatro segundos.

Confira o resultado final do GP da Malásia:

Melhor volta: Mark Webber (AUS/RBR-Renault) - 1m37s054, na 53ª

Posição Piloto País Equipe Tempo

1 Sebastian Vettel ALE RBR-Renault 56 voltas em 1h33m48s412

2 Mark Webber AUS RBR-Renault a 4s849

3 Nico Rosberg ALE Mercedes a 13s504

4 Robert Kubica POL Renault a 18s589

5 Adrian Sutil ALE Force India-Mercedes a 21s059

6 Lewis Hamilton ING McLaren-Mercedes a 23s471

7 Felipe Massa BRA Ferrari a 27s068

8 Jenson Button ING McLaren-Mercedes a 37s918

9 Jaime Alguersuari ESP STR-Ferrari a 1m10s602

10 Nico Hulkenberg ALE Williams-Cosworth a 1m13s399

11 Sebastien Buemi SUI STR-Ferrari a 1m18s938

12 Rubens Barrichello BRA Williams-Cosworth a 1 volta

13 Fernando Alonso ESP Ferrari a 2 voltas/motor

14 Lucas di Grassi BRA VRT-Cosworth a 3 voltas

15 Karun Chandhok IND Hispania-Cosworth a 3 voltas

16 Bruno Senna BRA Hispania-Cosworth a 4 voltas

17 Jarno Trulli ITA Lotus-Cosworth a 5 voltas

Não completaram

  Heikki Kovalainen FIN Lotus-Cosworth a 10 voltas/andando

  Vitaly Petrov RUS Renault a 24 voltas/mecânico

  Vitantonio Liuzzi ITA Force India-Mercedes a 44 voltas/mecânico

  Michael Schumacher ALE Mercedes a 47 voltas/suspensão

  Kamui Kobayashi JAP Sauber-Ferrari a 48 voltas/motor

  Timo Glock ALE VRT-Cosworth a 54 voltas/acidente

  Pedro de la Rosa ESP Sauber-Ferrari a 56 voltas/não largou

veja também