MENU

Sem esperança de reforços, Dorival vai dar chance a novos meninos

Sem esperança de reforços, Dorival vai dar chance a novos meninos

Atualizado: Quinta-feira, 19 Agosto de 2010 as 8:57

O técnico Dorival Júnior, do Santos, não tem esperanças de receber reforços para o Campeonato Brasileiro. Por isso, afirma que vai abrir espaço para jovens jogadores que já estão no clube e que ainda não foram bem observados. No elenco profissional, são os casos de atletas como volante Jefferson e os meias Alan Patrick e Breitner. Há ainda jogadores das categorias de base que serão promovidos ainda neste ano. O atacante Thiago Alves, destaque santista na Supercopa de Juniores, deverá ser o primeiro a subir.

O mercado brasileiro para chegadas de jogadores do exterior se fecha nesta quinta-feira. O regulamento do Campeonato Brasileiro não permite que um jogador que já tenha disputado seis jogos por seu time se transfira para outro. A alternativa seria buscar jogadores em outras divisões. No entanto, Dorival prefere dar chance aos atletas que já estão no clube.

- Não vou conseguir reforços por enquanto, pois a janela para transferências do exterior para o Brasil está se fechando. No mercado interno, a maioria dos jogadores já fizeram seis jogos por seus clubes. Então, prefiro valorizar quem já está aqui no clube. Temos muitos jogadores jovens que merecem uma chance serem observados e vamos trabalhar nesse sentido - afirmou o treinador.

A preocupação do comandante alvinegro é com o desmanche em curso no time que conquistou o Campeonato Paulista e a Copa do Brasil. Os atacantes Robinho e André já foram embora (Robinho voltou para o Manchester City, após término do empréstimo. André foi vendido para o Dinamo de Kiev-UCR). Wesley está negociando sua transferência para o Werder Bremen-ALE e não joga mais pelo Peixe. Há ainda a possibilidade de Neymar ir para o Chelsea.

- Tudo o que eu quero agora é que as coisas sejam resolvidas logo para que possamos definir o elenco e seguir o nosso trabalho. Não lamento as saídas. Quem saiu, saiu. Foram felizes, deram sua parcela de contribuição. Agora, tenho de achar soluções para manter o time competitivo. Esse é o meu trabalho - concluiu.

veja também