MENU

Sem estrelas, Barcelona joga para o gasto e vence. Copenhague avança

Sem estrelas, Barcelona joga para o gasto e vence. Copenhague avança

Atualizado: Quarta-feira, 8 Dezembro de 2010 as 8:24

Dessa vez não houve show no Camp Nou. Sem suas principais estrelas, poupadas para evitar o desgaste físico, o já classificado Barcelona jogou para o gasto e derrotou o Rubin Kazan, nesta terça-feira, por 2 a 0, pela sexta e última rodada do Grupo D da Liga dos Campeões. Os gols da partida foram marcados pelo zagueiro Fontás, em passe de Thiago Alcântara, e Víctor Vázquez, em jogada do lateral Adriano.

O resultado levou os blaugranas para os 14 pontos, com dez gols de saldo e a incontestável primeira colocação. O Copenhague, que ficou com a segunda vaga da chave, passou com facilidade pelo Panathinaikos, por 3 a 1, em casa, e alcançou os dez, com saldo positivo de três. Vingaard, Gronjkaer e Cissé, contra, marcaram. Kante descontou. Os russos, por sua vez, permaneceram com seis e disputarão a fase de 16 avos da Liga Europa.

Agora, o Barcelona aguarda a definição da fase de grupos nesta quarta-feira e o sorteio do próximo dia 17, quando conhecerá o seu adversário nas oitavas de final. Obrigatoriamente, a equipe não pode enfrentar o Copenhague, segundo da chave, e nenhum outro clube espanhol. Além, é claro, de só poder jogar contra outros segundos colocados. O oposto vale para os dinamarqueses.

Sem estrelas, sem show

O Barcelona mantinha o seu estilo de jogo ofensivo e era dono da posse de bola em 75% do tempo, mas faltava um algo a mais. O brilho de Xavi, Villa, Daniel Alves e Pedro podia ser visto nas cadeiras, enquanto Messi e Iniesta apareciam escondidos no banco de reservas. Os únicos titulares em campo eram o zagueiro Piqué e o volante Busquets.

Ainda assim, o Rubin Kazan não foi capaz de se impor como na temporada passada, quando surpreendeu os então campeões no mesmo estádio. Nem mesmo depois de os catalães perderem Jeffrén e Bojan, lesionados na primeira etapa. E o placar foi mesmo um morno 0 a 0, com a melhor chance tendo saído dos pés de Thiago Alcântara.

Filho de Mazinho dá passe para o primeiro gol

A atuação não convencia também o técnico Guardiola, que cobrou muito da equipe na volta ao intervalo. Deu certo. O Barcelona abriu o placar logo aos cinco minutos, em jogada do ítalo-brasileiro. O filho do tetracampeão Mazinho recebeu no lado direito, avançou e rolou para trás. O zagueiro Fontás pegou firme, mas a bola resvalou na mão de um defensor e ultrapassou lentamente a linha do gol.

Ainda não era o suficiente para o Barcelona, que defendia a apresentação de gala feita há uma semana, no mesmo estádio, diante do maior rival, o Real Madrid. Messi foi para o jogo aos 17 e injetou novo gás aos catalães e na torcida, que quase viu um golaço do argentino depois de deixar quatro adversários para trás aos 27. Mesmo longe de ser brilhante, o Barça tinha o jogo na mão. E ampliou aos 38, com Victor Vázquez, após jogada de Adriano.

Confira a sexta rodada completa:

Terça-feira

Werder Bremen 3 x 0 Inter de Milão, Grupo A

Twente 3 x 3 Tottenham, Grupo A

Lyon 2 x 2 Hapoel, Grupo B

Benfica 1 x 2 Schalke, Grupo B

Bursaspor 1 x 1 Rangers, Grupo C

Manchester United 1 x 1 Valencia, Grupo C

Copenhague 3 x 1 Panathinaikos, Grupo D

Barcelona 2 x 0 Rubin Kazan, Grupo D

Quarta-feira

Bayern de Munique x Basel, Grupo E

Cluj x Roma, Grupo E

Olympique de Marselha x Chelsea, Grupo F

Zilina x Spartak Moscou, Grupo F

Milan x Ajax, Grupo G

Real Madrid x Auxerre, Grupo G

Shakhtar Donetsk x Braga, Grupo H

Arsenal x Partizan, Grupo H

veja também