MENU

Sem Kaká, Real tenta confirmar liderança no C. Milan faz jogo de vida ou morte

Sem Kaká, Real tenta confirmar liderança no C. Milan faz jogo de vida ou morte

Atualizado: Terça-feira, 8 Dezembro de 2009 as 12

Desfalcado do meio-campo Kaká, o Real Madrid tenta assegurar nesta terça a liderança do grupo C da Liga dos Campeões em visita ao Olympique de Marselha no estádio Velodrome, às 17h45 de Brasília. O brasileiro está com uma pubalgia, descoberta em exame feito semana passada, e já não desfalcou a equipe na vitória de 4 a 2 diante do Almería, pelo Campeonato Espanhol.

Entretanto, a situação do time é bastante confortável: com dez pontos, pode até perder por dois gols de diferença para não ter de depender do resultado do jogo do Milan contra o Zurich, na Suíça. Os italianos, comandados pelo técnico brasileiro Leonardo, aparecem com oito pontos, enquanto os franceses estão com sete. A equipe da Suíça fez apenas três e está fora da disputa.

Para se classificar sem sustos, o Milan tem de bater o Zurique. Se empatar, torce para que o Olympique de Marselha não derrote o Real Madrid

Após cinco anos consecutivos caindo nas oitavas, o Real Madrid quer apagar esta escrita de qualquer jeito, já que o Santiago Bernabéu será palco da final da Liga nesta temporada.

O time não perdeu fora de casa até agora, mas o retrospecto recente em gramados franceses preocupa: foram três derrotas nas últimas partidas, sendo uma para o Monaco e duas contra o Lyon.

Sem Kaká, o foco das atenções será Cristiano Ronaldo. Ainda mais porque o português foi expulso contra o Almería e não comemorou o gol marcado pelo francês Benzema, seu companheiro de ataque nesta terça.

O técnico chileno Manuel Pellegrini deve manter no banco o veterano Raúl - que sequer foi a campo no fim de semana, o que não tinha acontecido até agora. O meia francês Lassana Diarra volta de cumprir suspensão. O lateral-esquerdo Marcelo, mais uma vez improvisado no meio, será o representante brasileiro do Real Madrid na partida.

Por precisar da vitória, o Olympique contará com a força de sua torcida e promete não dar moleza aos espanhóis. O técnico Didier Deschamps aposta em uma pressão inicial para intimidar o goleiro Casillas.

Quem conhece bem os caminhos da defesa do Real é o argentino Gabriel Heinze, que deixou o clube no início desta temporada. Ele atuará na zaga.

A única dúvida é o meia camaronês Stéphane Mbia, que sente dores em um dos tornozelos. Diante da importância da partida, ele pode entrar no sacrifício.

Uma das armas do Olympique para chegar aos três gols necessários - abaixo de sua média desta temporada - é o brasileiro Brandão, ex-São Caetano e Shakhtar Donetsk, da Ucrânia. Outro destaque é o argentino Lucho González, ex-Porto.

veja também