MENU

Sem medalhões, Flamengo sai na frente do Ceará,

Sem medalhões, Flamengo sai na frente do Ceará,

Atualizado: Domingo, 24 Julho de 2011 as 8:59

A opção de Thiago Neves e Ronaldinho Gaúcho forçarem o terceiro cartão amarelo no jogo contra o Palmeiras, revelada pelo próprio camisa 7, pode ter custado caro ao Flamengo. Neste sábado, o time jogou contra o Ceará, no estádio Moacyrzão, em Macaé, e não passou de empate por 1 a 1. Renato abriu o placar para o Rubro-Negro, que dominou a etapa inicial, mas Felipe Azevedo deixou tudo igual para o Vozão no segundo tempo, que teve os visitantes bem melhores em campo. Nos minutos finais, a torcida rubro-negra vaiou muito o zagueiro Welinton, que falhou no gol dos visitantes.

Com o resultado, o Flamengo se manteve, ainda que de forma provisória, na terceira posição do Campeonato Brasileiro, com 21 pontos. O time, que segue invicto, agora tem mais empates do que vitórias (seis a cinco). O Ceará, única equipe a derrotar o Flamengo no ano (pela Copa do Brasil), aparece agora em décimo lugar, com 15 pontos. Lidera o campeonato o Corinthians, que tem 28 pontos e ainda não fez seu jogo pela 11ª rodada. A partida é neste domingo, contra o Cruzeiro, no Pacaembu. Sem Airton, Thiago Neves e Ronaldinho, suspensos, o Flamengo teve um time de cara nova em campo. Willians foi recuado para exercer a função de primeiro volante. O jovem Luiz Antônio foi escalado como segundo homem, com Renato e Bottinelli completando o setor de meio. No ataque, Diego Maurício fez companhia a Deivid.

Disposto, o Fla tratou de marcar por pressão no início e dominou as primeiras ações do jogo. O Ceará, que entrou em campo com três volantes (Michel, João Marcos e Heleno), encontrou dificuldades para sair de seu campo de defesa. Thiago Humberto, o responsável pela criação na equipe do Vovô, esteve apagado e pouco criou quando pegou na bola.

Principalmente pelo lado direito, com boas subidas de Léo Moura e constantes penetrações de Luiz Antônio, o Flamengo incomodou. O Rubro-Negro, entretanto, teve dificuldade na hora do último passe. Uma vez com Diego Maurício, outra com Luiz Antônio, o Fla entrou bem pela direita, mas errou na hora do cruzamento.

Renato marca em bomba... de direita!

Muito retraído, o Ceará esteve bem perto de abrir o placar aos 27 minutos. O goleiro Felipe bateu mal um tiro de meta e deu um presente ao Vozão. Osvaldo entrou livre e bateu na saída do goleiro, que ainda tocou na bola. Ela saiu raspando o travessão. Na cobrança do escanteio, Diego Sacoman, sozinho na pequena área, cabeceou para fora.

Refeito do susto, o Flamengo tratou de voltar ao ataque e abriu o marcador aos 32. Junior Cesar fez belo cruzamento, do lado esquerdo, e encontrou Renato sozinho dentro da área. O meia, que é famoso por sua bomba de canhota, emendou de primeira, com o pé direito, e fez um belo gol Em vantagem, o Flamengo conseguiu se manter sereno e acalmou parte da torcida, que já começava a dar sinais de impaciência. No momento em que o gol saiu, o técnico Vanderlei Luxemburgo chegou a discutir com alguns torcedores que estavam atrás do banco rubro-negro. Os times foram para o intervalo com o placar de 1 a 0. Na volta para o segundo tempo, o técnico Vagner Mancini mexeu no time do Ceará: o inoperante Thiago Humberto deu lugar a Felipe Azevedo.

O panorama no início do segundo tempo foi completamente diferente do primeiro. Mais lento, o Flamengo até que se manteve com mais posse de bola, porém deixou de exercer pressão sobre o Ceará. O time visitante, por sua vez, ganhou, ainda que timidamente, em poderio ofensivo. Washington, aos 5, conseguiu uma boa virada dentro da área, mas Felipe estava atento e defendeu, sem dar rebote.

Flamengo recua, Ceará cresce e empata

Com o Ceará mais animado e rondando a área rubro-negra, Vanderlei Luxemburgo resolveu mexer na equipe. O atacante Diego Maurício deu lugar ao meia Vander. A resposta de Vagner Mancini se deu logo na sequência: o lateral Boaideiro foi substituído pelo meia Enrico. Desta forma, João Marcos foi deslocado para a lateral direita. A partir daí, o jogo virou totalmente a favor do Ceará.

Já quase aos 30 minutos, o Vozão, cada vez mais dominante na partida, deu sua última cartada ao colocar sangue novo no ataque. Washington saiu para a entrada de Marcelo Nicácio. O Ceará, cercando mais o Rubro-Negro, rondava a área a todo momento, mas tinha dificuldade para criar chances cristalinas de gol.

Preocupado, Luxa pôs o Flamengo ainda mais defensivo. Bottinelli deu lugar ao jovem volante João Vítor. De nada adiantou. O Ceará seguiu melhor e, aos 35, chegou ao empate. Welinton errou após um desarme, e Osvaldo tomou-lhe a bola. O jogador deu passe açucarado - por entre as pernas do mesmo Welinton - para Felipe Azevedo, que passou por Felipe e empurrou para o gol. A bola ainda bateu na trave antes de entrar.

Com o placar empatado, Vanderlei Luxemburgo fez sua última alteração. Desta vez, levando o time mais ao ataque, com a entrada de Thomás, atacante dos juniores, no lugar de Luiz Antônio. Pouco adiantou. Apesar de ter tentado, o rubro-negro não conseguiu mais balançar a rede. Tampouco o Ceará. E o jogo acabou mesmo 1 a 1, com vaias da torcida.

Na próxima rodada, o Flamengo visita o Santos, quarta-feira, na Vila Belmiro. O Ceará joga na quinta-feira, contra o Atlético-PR, no Presidente Vargas

veja também